futebol nacional cabeçalho

O título refere-se ao Santa Clara, mas foi o Gil Vicente o justo vencedor do jogo desta tarde no Estádio de São Miguel.

A primeira parte do jogo apesar do nulo que se verificava ao intervalo foi bem movimentada e com oportunidades para os dois lados, apesar do Santa Clara ter tido alguma superioridade.

Anúncio Publicitário

O primeiro lance de algum perigo foi para a equipa açoriana. Aos 11 minutos Accioly cabeceia ao lado após canto marcado por Hugo Santos. O Gil Vicente respondeu quase de seguida com Simy a não conseguir marcar quando seguia isolado na área após uma perda de bola no meio campo, um pronuncio para o que se viria a passar na segunda parte, mas já lá vamos.

É preciso esperar até ao 32º minuto para haver novamente perigo; Hugo Santos cruzou e Clemente respondeu da melhor maneira, mas Serginho conseguiu uma boa defesa para canto. Cinco minutos depois o Santa Clara volta a criar perigo. Num livre que parecia inofensivo, por ser longe da baliza, Hugo Santos remata e Serginho faz uma defesa apertada para canto.

A segunda parte do jogo começa com a equipa de Barcelos por cima e logo aos 51 minutos chega a vantagem. Pacheco perde a bola no meio campo e Simy avança para a área num 2 para 1, à entrada da mesma passa a Ely e este com um remate rasteiro a abrir o marcador.

Os homens da frente do Gil Vicente foram os melhores em campo
Os homens da frente do Gil Vicente foram os melhores em campo

Com este golo os “galos” ficaram mais tranquilos e ainda melhor ficaram quando aos 61 minutos chegaram ao 2-0. O lance começa mais uma vez com uma perda de bola no meio campo, desta vez por Rui Pedro, Yero avança e passa a Simy que é tocado por Roberto com o árbitro Tiago Martins a marcar grande penalidade. Na conversão Djamal marcou.

Se o Gil Vicente já tinha ficado mais tranquilo com o 1-0 o segundo golo deu a calma e confiança total. Os barcelenses controlaram o jogo como quiseram a partir deste momento e só aos 92 minutos é que voltou a haver possibilidades de golo e logo para os dois lados, apesar de nenhuma delas ter resultado.

Voltando ao título e explicando-o. O Santa Clara perdeu o seu terceiro jogo em casa -o terceiro que fez – e ainda podemos acrescentar o empate, que resultou em derrota nos penalties, frente ao Atlético para a Taça da Liga. Já o Gil Vicente venceu o seu primeiro jogo fora este ano.

No final do jogo os dois treinadores concordaram que o Gil Vicente foi um justo vencedor, quanto ao árbitro esteve praticamente sempre bem, não tendo tido nenhum erro que prejudicasse gravemente nenhuma das equipas.

A Figura:

Simy – Esteve nos dois golos do Gil Vicente e foi sempre uma dor de cabeça para os centrais açorianos. É preciso no entanto destacar também Yero e Ely.

O Fora de Jogo:

Meio Campo do Santa Clara – Os dois golos do Gil Vicente nasceram de bolas perdidas ao meio campo, além disto nunca conseguiram segurar o jogo nem desenvolve-lo.