A CRÓNICA: NUM JOGO COM OPORTUNIDADES DE AMBOS OS LADOS, OS VISITANTES DEIXARAM FUGIR A VITÓRIA EM CIMA DO MINUTO 90

O Benfica Futebol Campus recebeu o embate da 30.ª jornada da Segunda Liga entre SL Benfica B e FC Penafiel. Numa tarde de muita chuva, São Pedro deu tréguas e deu céu limpo durante a duração do encontro, num jogo que teve muita emoção durante o segundo tempo.

A primeira parte ficou marcada pelo equilíbrio entre as duas equipas, com nenhuma a criar verdadeiras ocasiões de logo nos 45 minutos iniciais. Um remate poderoso de Bruno César, o “chuta-chuta” como ficou conhecido, obrigou Mile Svilar a defesa apertada, e do outro lado foi Henrique Araújo que testou os reflexos do guardião Luís Ribeiro.

Anúncio Publicitário

Já perto do intervalo, Tiago Gouveia teve a melhor oportunidade do primeiro tempo, mas a bola embateu em cheio na trave e as equipas recolheram ao balneário com uma igualdade a zero.

Após o descanso, o jovem avançado das “águias” entrou com vontade de se redimir, e com apenas três minutos decorridos na primeira, parte, Tiago Gouveia inaugurou o marcador na sequência de um lançamento lateral longo. O jovem internacional luso dominou o esférico e rematou a contar fazendo o 1-0.

A resposta visitante demorou, mas foi forte. Aos 68 minutos o lateral esquerdo, Simão Azevedo, cruzou para o interior da área onde apareceu Ronaldo Tavares a cabecear para o empate. A bola foi ao centro, e apenas 3 minutos depois, Simão Azevedo voltou a cruzar para o interior da área “encarnada”, onde apareceu Pedro Soares a dar a volta ao marcador.

O SL Benfica B tentou responder, lançando mais armas ofensivas, mas o empate só surgiu aos 90 minutos, quando Luís “Duk” Lopes cabeceou a contar, fazendo o 2-2- final.

 

A FIGURA

Simão Azevedo – O lateral esquerdo foi fundamental para a manobra ofensiva da sua equipa, oferecendo largura e profundidade ao ataque do FC Penafiel. As suas assistências foram com “regra e esquadro” e fizeram a diferença.

 

O FORA DE JOGO

Umaro Embaló – O extremo criativo dos encarnados esteve apagado durante grande parte do jogo. Pouco intenso e facilmente rapado pela defensiva visitante, acabou por não ser a “faísca” que o ataque benfiquista precisava.

ANÁLISE TÁTICA – SL Benfica B

Sem Gonçalo Ramos, o seu “homem-golo”, o SL Benfica B apresentou-se num 4-3-3, que colocava Diogo Mendes como homem recuado e permitia a David Tavares e Martim Neto terem criatividade para criar o ataque encarnado. No entanto, os comandados de Nelson Veríssimo acabaram por apresentar uma dinâmica muitas vezes previsível, e com a qual o FC Penafiel conseguiu lidar durante longos períodos de tempo, graças à sua linha defensiva muito subida, mas veloz para os duelos na profundidade e pelo ar.

Defensivamente as “águias” mostraram algumas debilidades em conter o corredor esquerdo do ataque visitante, que conseguiu marcar dois golos “a papel químico” num curto espaço de tempo.

 

ONZE INICIAL E PONTUAÇÕES

Svilar (7)

Henrique Araújo (6)

David Tavares (7)

Tiago Gouveia (7)

Godfried Frimpong (6)

Tomás Araújo (6)

Kalaica (6)

Martim Neto (6)

João Ferreira (7)

Umaro Embaló (5)

Diogo Mendes (6)

 

SUBS UTILIZADOS E PONTUAÇÕES

Rafael Brito (6)

Fábio Baptista (6)

Luís Lopes (7)

Jair Tavares (7)

Kevin Csoboth (6)

 

ANÁLISE TÁTICA FC PENAFIEL

O FC Penafiel apresentou-se num 3-4-3 no momento ofensivo, com Bruno César a ser um dos grandes pensadores da equipa, e num 5-4-1 no momento defensivo, com Ronaldo Tavares na posição mais avançada. Contudo, o ponta-de-lança acabou por estar muitas vezes sozinho e sem apoio, perdendo várias bolas quando a equipa conseguia recuperar a posse.

No segundo tempo, os comandados de Pedro Ribeiro alteraram a sua forma de pressionar e começaram a apresentar-se numa formação mais semelhante a um 4-4-2, que colocava muita pressão na primeira fase de construção “encarnada”.

ONZE INICIAL E PONTUAÇÕES

Luís Ribeiro (7)

Vini (6)

Ronaldo Tavares (6)

Bruno César (7)

Wagner (6)

Simão Azevedo (8)

Paulo Henrique (6)

João Amorim (79

Capela (6)

Robinho (6)

Gustavo Henrique (6)

 

SUBS UTILIZADOS E PONTUAÇÕES

Franco (6)

Pedro Soares (7)

Leandro (6)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

 FC PENAFIEL

BnR: Pedro, a equipa apresentou-se bem depois dos dois golos marcados e teve várias oportunidades para dilatar a vantagem. O que faltou para conseguirem segurar a vitória?

Pedro Ribeiro: Faltou a equipa de arbitragem não errar. Somos homens, e os árbitros também são homens e erram, e nesse lance eles erraram. Foi isso que faltou, nós ganhámos a primeira bola, não ganhamos a segunda porque é muito difícil ganhar aquela segunda bola, e depois sobra para o Luís Lopes. Convido-vos a analisar o lance.

SL Benfica “B”

Não foram colocadas questões ao técnico Nelson Veríssimo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome