logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

A busca pelas alternativas no Sporting para chegar ao ouro

sporting cabeçalho generíco

Os dias mais recentes trouxeram uma novidade e alguns rumores em relação a mexidas de mercado em Alvalade. Foi anunciada a contratação imediata de Bruno César e surgem fortes rumores em relação à possível aquisição de Marvin Zeegelaar, esquerdino do Rio Ave.

A notícia da vinda do “Chuta-Chuta” foi uma autêntica surpresa. Bruno César fez apenas 4 meses no Estoril, após ter saído do Benfica para um campeonato árabe. O brasileiro era um dos rostos principais do satisfatório início de época dos “canarinhos”, mas ninguém pensaria que fosse possível ele vir já para o Sporting. É verdade que o brasileiro aparenta ser um jogador pesado, com alguma dificuldade nas movimentações, mas pode ser uma alternativa interessante para alguns jogos frente a equipas mais fechadas. Na minha opinião, esta contratação é justificada por 3 fatores.

Em primeiro lugar, a relação qualidade/preço (segundo aquilo de que se falou na imprensa, o negócio não acarretou custos elevados). Por outro lado, as duas principais características de Bruno César (remates de meia distância e a velocidade de execução em momentos ofensivos) têm estado um pouco em falta em Alvalade: em vários jogos, chega a ser exasperante ver a equipa em sucessivas tentativas frustradas de entrada na área, deixando passar duas ou três oportunidades de visar as balizas adversárias. Por último, Bruno César pode fazer várias posições nesta equipa: pode jogar na posição de Bryan Ruiz ou mesmo ser uma alternativa a Teo Gutiérrez e Montero. Penso até que o brasileiro pode ser suplente em várias partidas, mas a sua agressividade sobre a bola e o seu instinto permanentemente ofensivo podem ser importantes para os “leões” na segunda metade da temporada.

Sobre este assunto, penso que o Sporting agiu de forma rápida, e bem. Penso que é um bom negócio, uma boa movimentação de mercado, e ninguém falou nela até ser anunciada pelo clube.

O "Chuta-Chuta" está de volta a um "grande" do futebol português Fonte: Sporting Clube de Portugal
O “Chuta-Chuta” está de volta a um “grande” do futebol português
Fonte: Sporting CP

Sobre o rumor Marvin Zeegelaar, também o vejo de forma positiva, e pode ser visto sob vários prismas, a nível estratégico. O holandês é um esquerdino de 25 anos, bastante potente em termos físicos, com muita resistência e uma atitude bastante positiva perante o jogo. Pode ser lateral ou extremo, mas penso que num clube como o Sporting a sua posição preferencial será a de lateral. Marvin foi formado no Ajax e tem sido um dos elementos em evidência na promissora campanha do Rio Ave até ao momento, tendo sido inclusivamente um dos melhores em campo na vitória leonina em Vila do Conde, há dois meses atrás. Esta contratação poderá significar a saída de Jefferson ou de Jonathan Silva. Se for o brasileiro a sair, considero que poderá ser um rude golpe a curto prazo, mas Zeegelaar tem potencial para ser mais um jogador a crescer exponencialmente nas mãos de Jorge Jesus.

Para estes elementos entrarem, devem sair outros. Na minha opinião, Tanaka, André Martins e Jonathan Silva são elementos que podiam sair mediante o aparecimento de uma boa oportunidade de negócio. Apesar do carinho que tenho pelo japonês, tenho de ser realista: Tanaka não tem oportunidades sob a égide de JJ e seria o melhor para todas as partes a sua saída, caso surja um negócio que agrade a todos. Em relação a Jonathan, penso que será um lateral que fará uma boa carreira no futebol europeu, mas talvez não tenha ainda a estaleca necessária para se impor num clube grande. Já no que toca a André Martins, penso que não é preciso falar muito. É um atleta que não acrescenta muito e está na altura de o seu lugar ser ocupado por alguém vindo da formação, como por exemplo Francisco Geraldes ou Ryan Gauld.

Estou bastante agradado com a postura do Sporting nesta temporada. A nível de equipa, os resultados têm sido bons (retirando o desastre albanês, os “leões” têm apresentado qualidade exibicional, são líderes no campeonato e só não estão na Champions porque houve adulteração de resultados); a nível diretivo, penso que a postura assumida por Bruno de Carvalho é a necessária e a mais adequada nesta altura do mandato; a nível estratégico, esta abordagem ao mercado apresenta alguma lógica. Jorge Jesus e a estrutura diretiva têm olhado com atenção para o comportamento da equipa nos vários momentos do jogo e parece-me que vão no caminho certo ao tentar encontrar alternativas para tornar o estilo de jogo cada vez mais diversificado e com uma panóplia de soluções cada vez maior.

Quanto ao critério ridículo dos Conselhos de Disciplina e de Arbitragem, trata-se de questões que serão resolvidas a seu tempo, mas tenho a certeza de que Bruno de Carvalho já andará a pensar nisso.

Foto de Capa: Sporting CP

Apaixonado por futebol, antes dos livros da escola primária já lia jornais desportivos. Seja nas tardes intermináveis a jogar, nas horas passadas no FIFA ou a ver jogos, o futebol está sempre presente. Snooker, futsal e andebol são outras paixões. Em Portugal torce pelo Sporting; lá fora é o Barcelona que lhe enche as medidas. Também sonha ver o Farense de volta à primeira…                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

Apaixonado por futebol, antes dos livros da escola primária já lia jornais desportivos. Seja nas tardes intermináveis a jogar, nas horas passadas no FIFA ou a ver jogos, o futebol está sempre presente. Snooker, futsal e andebol são outras paixões. Em Portugal torce pelo Sporting; lá fora é o Barcelona que lhe enche as medidas. Também sonha ver o Farense de volta à primeira…                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA