sporting cp cabeçalho 1

Depois de tanto esforço, dedicação e devoção, não podemos vacilar agora… Estamos a “três” meros passos da glória.

A equipa de Futsal do Sporting Clube de Portugal fez um campeonato “brilhante”. Ganhou a fase regular com oito pontos de vantagem e teve SEMPRE um futsal avassalador.

Em 26 jogos ganhou 24, empatou um (em casa com o Braga) e perdeu um (com o Benfica fora).

Foi o melhor ataque da prova, com 146 golos em 26 jogos (com uma vantagem de 42 golos perante a 2.ª melhor equipa). Teve a defesa menos batida do campeonato, com 22 golos (menos 14 que o Benfica).

Anúncio Publicitário

Já ganhou a Taça da Liga e a Taça de Portugal, e prepara-se para uma das melhores épocas de sempre na história do Futsal português…

Mas esta meia-final contra o Braga deixou-me meio expectante em relação àquilo que o Sporting poderá fazer na final contra o eterno rival.

A vitória do Sporting frente ao Braga não espelha a facilidade que a equipa leonina sentiu no campeonato na grande maioria dos jogos Fonte: Sporting CP
A vitória do Sporting frente ao Braga não espelha a facilidade que a equipa leonina sentiu no campeonato na grande maioria dos jogos
Fonte: Sporting CP

Sim, a derrota no primeiro jogo em Braga foi nos penáltis e o Sporting só se pode queixar de si próprio por falhar mais do que devia, mas o segundo e o terceiro jogo mostraram um Sporting abaixo do que é normal. No segundo jogo, com uma vantagem de três golos, sofreram dois golos e terminaram a partida com algum nervosismo.

E, na terceira partida, até quatro minutos antes do final do jogo perdia por duas bolas a zero e só se conseguiu o empate no tempo regulamentar, num esquema táctico de cinco contra quatro.

Confesso que a confiança que tenho na equipa se mantém, mas vi o Sporting em ligeira quebra nesta fase final. Espero que já no Domingo a equipa verde e branca me mostre que se tratou de algo meramente estratégico e apareça em grande força contra o eterno rival.

Até agora foi fantástico, pelo que não podemos vacilar agora!

Foto de Capa: FPF

Artigo revisto por: Manuela Baptista Coelho

 

Comentários