O SPORTING VAI VOLTAR A OUVIR O HINO DA CHAMPIONS

Nesta temporada 2021/22, a maior competição europeia de clubes voltará ao Estádio José de Alvalade. Rúben Amorim e companhia “esperavam descansados” no pote 1, pote que reunia os campeões nacionais das mais importantes ligas europeias e os vencedores da UEFA Champions League e da UEFA Europa League.

Com o decorrer do sorteio, “calhou na rifa” do Sporting um dos adversários mais simpáticos do pote 2. Passando para o pote 3 e tendo em conta que o SL Benfica e o FC Porto não podiam ficar no mesmo grupo que nós, acabou o destino por nos meter o AFC Ajax, uma equipa histórica na competição e que será um osso duro de roer. Por fim, o Besiktas JK, proveniente do pote 4 – clube turco que, apesar de não ser dos mais fortes do pote, de certeza que também não era dos mais fracos. Fica a garantia de que a deslocação à Turquia será bastante complicada, face à hostilidade dos adeptos de Istanbul.

Prevejo um grupo bastante complicado e equilibrado; ou seja, não estou tão otimista quanto toda a comunicação social. Concordo que seja um grupo mais fácil do que o das outras equipas portuguesas, mas isso não significa que seja “fácil”. Só passam dois clubes para a próxima fase e estou certo de que, quer o Borussia Dortmund, quer o AFC Ajax, vão ser ossos muito duros de roer. Para além disso, todas as deslocações dos leões serão muito complicadas.

Antes de passar a uma análise individual dos adversários do Sporting CP, é de recordar como está composto o calendário dos leões na liga milionária:

Anúncio Publicitário

Já temos datas e horas para os jogos da @ChampionsLeague

Marca já na tua agenda 📝 Qual o jogo que mais queres ver? 🤔 #UCL pic.twitter.com/gwpxkZzb8O

— Sporting Clube de Portugal 🏆 (@Sporting_CP) August 27, 2021

O Sporting em casa frente ao AFC Ajax. De seguida, duas saídas de casa – primeiro contra o Borussia Dortmund e, a seguir, frente ao Besiktas. Depois, o calendário espelha-se; ou seja, recebemos os turcos e os alemães e acabamos a fase de grupos em Amesterdão, frente ao Ajax.

Começando com a equipa do pote 2, o Borussia Dortmund: muito provavelmente, a mais provável de ultrapassar com sucesso a fase de grupos. Parecem-me o conjunto mais forte, mais experiente e têm aquele que é o jogador que mais pode fazer a diferença neste grupo, o “robot” Erling Haaland. No entanto, é uma equipa que está num momento de transição, face à entrada do novo treinador, Marco Rose; ou seja, ainda há uma certa indefinição nos diferentes momentos de jogo da equipa bávara e isso pode ser importante. Ainda mostram algumas fragilidades defensivas e, para já, mostram algumas dificuldades na organização ofensiva, apesar destas dificuldades poderem passar rápido com Haaland em campo.

Vindo do pote 3, o Ajax mostra aquilo que tem sido seu apanágio nos últimos anos. São uma equipa muito jovem, que procura praticar um futebol atacante e atrativo. Não obstante, esta juventude pode ser sempre sinal de inexperiência e a experiência é um fator importante numa competição como a Liga dos Campeões.

Por fim, temos o Besiktas, que, apesar de teoricamente ser um adversário mais fácil, não vai ser nenhum bobo da corte. Reforçaram-se bem no fim do mercado e, apesar de serem os menos favoritos a passar o grupo, vão atrapalhar muito as contas.

De qualquer forma e apesar de toda a qualidade do “lado de lá”, é importante recordar que “do lado de cá” está uma enorme equipa: estão os campeões nacionais e está o Sporting Clube de Portugal. Por essas mesmas razões e mesmo com um grupo complicado, há que estar confiante numa possível passagem à próxima fase da Liga dos Campeões.

Artigo revisto por Andreia Custódio

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome