Segundo O Jornal Económico, o Sporting CP sofreu uma valorização no seu plantel de futebol no valor de 36,7 milhões. Em plena crise provocada pela COVID-19, e com a maioria dos clubes das várias ligas a sofrerem quebras nos valores de mercado, a verdade é que a situação em Alvalade tomou uma direção diferente.

Com base na consultora KPMG, a equipa leonina passou de estar no valor de 126,3 milhões de euros, em fevereiro de 2020, para 163 milhões, na atualidade. Pedro Gonçalves e Nuno Mendes foram dois dos jogadores que mais contribuíram para este crescimento, pelo que são os atletas mais valiosos do plantel e estão no TOP 10 da Liga Portuguesa.

A realidade é que este fator é bastante influenciado pelo bom desempenho que o Sporting CP está a ter no campeonato, mantendo-se na liderança, há já várias jornadas. Ora, isto tem clara influência na maneira como os futuros compradores dos ativos leoninos olham para eles.

Nuno Mendes é um jogador em constante crescimento e alvo da procura dos tubarões europeus
Fonte: Diogo Cardoso/Bola na Rede

Um dos grandes problemas na transferência de Bruno Fernandes para o Manchester United foi o baixo valor, tendo em conta a qualidade do atleta. É verdade que o clube de Alvalade possuía um dos melhores médios do mundo no plantel. Porém, o Sporting CP encontrava-se, à altura da venda, no quarto lugar do campeonato nacional. Uma má temporada desvaloriza os ativos do clube, pelo que este fator fez com que nenhum clube pagasse a cláusula de rescisão, fixada nos 100 milhões, e Bruno saísse apenas por 55 (mais objetivos).

Anúncio Publicitário

Para que um grande jogador não volte a sair ao desbarato, é essencial que o Sporting CP acabe esta temporada com o título de campeão nacional na mão. Esta conquista não só garante um festejo inédito, quase 20 anos depois, como permite a presença direta na fase de grupos da UEFA Champions League, na próxima temporada. Isto é bom para investir no plantel, pois permite um encaixe significativo ao Sporting CP pela entrada na prova milionária, e para vender os seus ativos mais valiosos, visto que esta é uma autêntica “montra” para os grandes clubes europeus.

Artigo revisto por Mariana Plácido

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome