Recentes compromissos profissionais têm-me afastado da atualidade leonina. Ainda assim, o Sporting tem sempre um espaço muito importante no meu coração, pelo que lá fui assimilando, por entre as muitas tarefas laborais diárias, algumas notícias do clube leonino. Farei, por isso, umas breves notas de um sportinguista desatento.

A equipa de futebol continua a apresentar exibições muito pobres. A primeira parte do último jogo diante do Belenenses SAD foi lastimável e a segunda, apesar dos golos que nos levaram à vitória, pouco mudou a fraca toada exibicional. A incapacidade em definir no último terço, a pouca ligação entre setor defensivo e ofensivo e a frouxa consistência tática da equipa estão na base das baixas performance dos Leões. Sobre este último aspeto, Silas não pode continuar a querer que a equipa mude de sistema tático de jogo para jogo ou até mesmo no mesmo jogo. A equipa precisa de olear processos e dinâmicas num sistema tático base e isso, pelo menos até agora, ainda se viu muito pouco.

Luciano Vietto esteve em evidência ao assinar os dois tentos leoninos
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Quanto às modalidades, o cenário muda para melhor. Destaco a vitória forasteira do andebol leonino sobre a equipa eslovaca do Tatran Presov na Liga dos Campeões por 37–22, num jogo onde os leões de Thierry Anti estiveram do início ao fim absolutamente indomáveis. No futsal, a vitória esmagadora por sete bolas a duas diante da formação do Braga colocou a equipa de Nuno Dias cada vez mais favorita na conquista do título nacional.

O lapso do hóquei diante do OC de Barcelos no João Rocha por quatro bolas a cinco não pode voltar a repetir-se se queremos conquistar o título de campeão nacional. A equipa de Voleibol comandada pelo brasileiro Gersinho selou mais uma vitória por três a zero numa vitória forasteira diante da formação do Viana.

Por fim, no basquetebol, tudo a rolar da melhor forma. Apesar do desaire da formação de Luís Magalhães no Pavilhão da Luz, os homens do cesto mostraram toda a sua supremacia diante do Lusitânia dos Açores, vencendo por 91-65, tendo no base norteamericano Ty Toney e no poste nigeriano Abdul-Malik Abu os grandes obreiros deste Sporting, não descurando também as prestações de elevado quilate de Francisco Amiel e do campeão nacional Travante Williams. Temos uma excelente equipa de basquetebol, para ombrear com os melhores. Força leões!

Comentários