O Mourinhos vs. Guardiolas desta noite de 18 de novembro ganhou um toque especial e, ao invés de uma discussão com um treinador ou especialista do futebol, tivemos Bruno de Carvalho – antigo presidente do Sporting Clube de Portugal. Os temas mais quentes do Futebol europeu e nacional foram abordados e discutidos ao longo do programa.

A tensão entre Lionel Messi e Futebol Clube Barcelona foram o ponto de partida para se começar o programa. Bruno de Carvalho comparou a situação do clube catalão com os momentos que se sucedeu no Sporting CP quando acabou por deixar de ser presidente. O antigo presidente leonino falou sobre a relação com Josep Maria Bartomeu, ex-presidente dos “culés”.

O processo Cashball, um tema com um desfecho muito recente na justiça, não foi esquecido durante o programa e todos os pontos foram analisados à lupa. Contudo, Bruno de Carvalho afirmou estar satisfeito com o facto de o clube leonino ter sido ilibado dos processos do Cashball e também com o caso ao ataque à Academia do clube leonino, em Alcochete.

Questionado ainda sobre a possibilidade de André Geraldes estar, eventualmente, a pensar candidatar-se a presidente dos leões, o antigo presidente dos leões aconselhou os adeptos: «não ponham o André Geraldes no Sporting Clube de Portugal».

Anúncio Publicitário

Bruno de Carvalho comentou ainda o momento dos leões na época e afirmou que Ruben Amorim ficaria como treinador do clube – caso voltasse a ser presidente -, porque está a fazer um bom trabalho. O antigo dirigente leonino confessou que gostaria de trabalhar novamente com o Leonardo Jardim, que foi treinador do Sporting na temporada de 2013/14.

Este programa moderado por Diogo Soares Loureiro, comentário de Frederico Seruya e Mário Cagica e Bruno de Carvalho, presidente dos leões de Alvalade entre 2013 e 2018, como convidado.

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome