logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Ricardo Esgaio Sporting CP

Carta Aberta a Ricardo Esgaio

Exmo atleta profissional do Sporting Clube de Portugal,

Venho endereçar-me a si com a mais sincera educação e cordialidade por achar que é assim que me devo dirigir a alguém que mais não fez do que errar, como o fizeram todos os que foram às suas redes sociais descarregar todas as suas frustrações diárias, pessoais e profissionais.

Peço desde já desculpa por esses Sportinguistas, porque alguns serão orgulhosos demais para admitirem que erraram, outros não conseguirão sequer chegar a essa conclusão, mas a verdade é que todos temos o direito a ser sportinguistas, independentemente a formação pessoal e de qualquer nível intelectual.

Eu entendo que hoje em dia, todos têm direito à opinião, segurando-se com unhas e dentes ao direito da liberdade de expressão, esquecendo-se, quando lhes convém, que essa liberdade também lhes traz a responsabilidade do modo como se põe em prática, e das implicações que isso pode acarretar, para quem a pratica, e para quem é alvo da mesma.

A culpa pode não ser deles. Podem nunca ter tido a educação que lhes permitisse concluir que não devemos fazer aos outros o que não quereríamos que nos fizessem a nós ou aos nossos.

Aliás, eles nem conseguem concluir que você é um dos nossos. Não devem sequer lembrar-se que o Sr. Esgaio é um “produto” de Alcochete, e logo um orgulho imenso para qualquer adepto leonino, ou não fossemos nós daqueles que considera que os da nossa formação são os melhores do mundo. Menos quando não nos convém.

Mas sendo você um de nós, que, em campo sempre deu tudo para defender as cores leoninas, e não tendo nunca, em tempo algum, nem mesmo quando defendeu outro clube que “jogava no mesmo campeonato que o nosso” feito qualquer afirmação contra quem o formou, para quê toda esta violência verbal?

Terá o Sr. Esgaio prejudicado tão vilmente algum daqueles sportinguistas? Pelo menos tanto quanto eles o prejudicaram a si quando foram, escondidos atrás de um teclado escrever as barbaridades que a sua frustração de uma derrota os “aconselhava” a escrever.

Eu sei, Sr. Ricardo, que para si isso já é passado. Pelo menos a ver pela resposta que deu no jogo imediatamente a seguir, mas não poderia deixar de me demonstrar solidário consigo ainda que tardiamente. E provavelmente, com isso, também eu possa vir a receber um pouco do tratamento que lhe foi dado. Mas estou habituado.

Fonte: Sebastião Rôxo / Bola na Rede

Fico contente ainda por perceber que quem trabalha consigo o apoia contra a ira de anónimos. Ou seja, os que o conhecem e você conhece ajudam-no contra os que pouco ou nada lhe dizem (não quero com isto dizer que os sportinguistas lhe sejam indiferentes, mas aposto que os que o foram agredir verbalmente sejam para si agora um pouco menos queridos, e com razão), e é assim que deve ser uma verdadeira família. E esta equipa de futebol do Sporting é uma verdadeira família. Corrija-me se estiver errado.

O próprio treinador disse que o Senhor é daqueles que ele levaria para qualquer sítio. No fundo, e conhecendo eu o mister, quererá dizer que o Ricardo é daqueles jogadores de grupo, de equipa, dos que faz tudo. No fundo, é um “cestinho de mão”, como se diz na minha terra. Faz o que o grupo precisa quando é preciso.

Esse tipo de jogador, como o senhor é, normalmente não é um craque, mas que faz bem o trabalho onde lhe é pedido para ser feito, e que erra como qualquer ser humano. E todos somos seres humanos, acho eu. Se algum dos que o criticou for perfeito, e sem falhas, então dou já a minha mão à palmatória e sentir-me-ei envergonhado por estar a criticar quem nunca falhou. E o Senhor Esgaio certamente me acompanhará nesta minha posição. “Shame on Us”.

O que quero com isto dizer é que fiquei chateado com a derrota nos Açores, que o Sr. teve falhas que permitiram a que isso acontecesse, que os seus colegas também as tiveram, mas essencialmente queria agradecer-lhe, a si e aos seus companheiros, por estarem a fazer, novamente, depois de um ano de glória, mais uma campanha tão competente.

Pode não chegar para nos dar mais um título de campeão nacional, mas tenho a certeza de que, se alguma outra equipa conseguir ficar à nossa frente terá que suar muito. E é só isso que me interessa. Porque sei que você e os seus colegas de equipa vão dar, como têm dado, tudo pelo clube que representam, ainda que por vezes o esforço sem a inspiração não chegue para chegar à vitória.

Mas pelo menos do esforço não podemos abdicar. E eu sei que esforço, dedicação e devoção pelo Sporting tem. É mais de meio caminho andado para alcançar a Gloria. E é isso que você, juntamente com o restante grupo nos tem conseguido proporcionar todas as semanas.

Por tudo isso, Muito Obrigado Senhor Ricardo Esgaio.

Sem outro assunto, despeço-me cordialmente,

Com os melhores cumprimentos

Um adepto sportinguista que prefere ganhar todos os jogos e ter os melhores jogadores sem falhas e erros, mas que se contenta com um grupo de jogadores campeões nacionais, e que depende apenas de si para o voltar a ser.

P.S.1: Façamos bem ou mal o nosso trabalho haverá sempre quem nos critique. Haverá sempre quem encontre algo a apontar. Pelo que, ou nos conseguimos abster e ignorar as críticas, ou conseguimos uma paciência de santo para conseguir retirar algo positivo de criticas através de ofensas gratuitas, ou em última instância, seguir o conselho do mister e não ter redes sociais.

P.S.2: Sei que tudo farão para não voltarmos a perder tão cedo. E se acontecer, não o farão de propósito.

 

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.

FC PORTO vs CD TONDELA