Com o Marcolino de Castro praticamente esgotado, o Sporting CP teve de puxar todas as suas valências para vencer um CD Feirense aguerrido. O resultado fixou-se em 4-1, em partida a contar para a terceira jornada do grupo D da Taça da Liga e o Sporting segue, então para a final four da competição.

O Feirense entrou em campo na primeira posição do grupo, com seis pontos, bastando apenas um empate para selar a passagem à final four da competição. Já o Sporting precisava de vencer e obter uma maior diferença entre golos marcados e sofridos do que o Estoril, que se encontrava em situação semelhante aos leões, com três pontos, para conseguir corresponder ao favoritismo atribuído aquando do sorteio dos grupos e seguir em frente.

Nuno Manta Santos fez três alterações em relação à última jornada do campeonato, em que sofreu uma derrota caseira diante do Portimonense, promovendo as entradas de Diga, Nascimento e Luís Machado para as saídas de Mesquita, Briseño e Cris. Keizer, do outro lado, promoveu cinco alterações depois da derrota frente ao Vitória SC. Saíram Renan, Bruno Gaspar, Gudelj, Jovane Cabral e André Pinto para as entradas de Salin, Ristovski, Coates, Petrovic e Raphinha.

O jogo começou com grande intensidade e com bastante equilíbrio entre as duas formações, mas o Sporting chegou cedo à vantagem. Raphinha, aos quatro minutos, tirou Vitor Bruno do caminho e colocou a bola na “gaveta”. Estava desfeito o nulo no marcador.
O Feirense respondeu assertivamente e, numa bola parada, aos seis minutos, Bas Dost tirou o “pão da boca” aos da casa, ao cortar a bola em cima da linha de golo.

Anúncio Publicitário

O Sporting acabou por pegar no jogo e, aos 21 minutos, Bruno Fernandes, depois de um passe a “queimar” as linhas defensivas do Feirense de Ristovski, finalizou com classe, fazendo um “chapéu” a Brígido, aumentando, assim, a vantagem leonina no encontro.

O Feirense não se contentou e, logo de seguida, chegou à área adversária. Petrovic fez falta sobre Crivellaro e Rui Costa apontou para a marca de grande penalidade. Tiago Silva foi chamado a bater e concretizou. Os fogaceiros restabeleciam a margem mínima no encontro.

Tiago Silva marcou o golo de honra do CD Feirense através da cobrança de uma grande penalidade
Fonte: CD Feirense

O Sporting lançou-se em busca do terceiro golo e, aos 26 minutos, após um grande cruzamento de Acuña pela esquerda, Bruno Fernandes cabeceou como mandam as regras e obrigou Brígido a uma magnífica intervenção.

O jogo manteve-se com um ritmo elevado, mas sem mais oportunidades de golo na primeira parte. As equipas recolheram aos balneários com 2-1 para o Sporting.

O Feirense veio da cabine com vontade de fazer a partida regressar à estaca zero e causou alarme à defesa leonina aos 55 minutos. Luís Machado, numa primeira instância, arrancou pela esquerda e Mathieu foi providencial a cortar.A bola sobrou para Vitor Bruno, que atirou a rasar a barra de Salin.

Aos 58 minutos, Philipe Sampaio agarrou ostensivamente Bas Dost na área e Rui Costa assinalou penálti. O avançado holandês, chamado a marcar, concretizou no cara a cara com Brígido e aumentou novamente a vantagem dos sportinguistas.

Aos 66 minutos, Miguel Luís entrou pela área do Feirense, rematou para defesa de Brígido, mas a bola tabelou em Luís Machado e entrou na baliza do Feirense. Estava feito o quarto da noite para o Sporting, com alguma sorte à mistura.

Aos 74’ esteve à vista o quinto dos leões. Jovane, recém entrado, rematou demasiado colocado e a bola embateu com estrondo no poste da baliza fogaceira.

Aos 76’ Tiago Silva foi expulso por se ter excedido em protestos com Rui Costa e deixou o Feirense a jogar com dez. Na sequência da jogada, de canto, Bas Dost atirou para uma soberba intervenção de Brígido.

O Sporting controlou a partida a partir desse momento e carimbou a passagem à próxima fase da competição.

O Sporting segue, então, para a final four da Taça da Liga, a disputar-se entre 22 e 26 de janeiro em Braga. Os leões enfrentam, nas meias-finais, os anfitriões, SC Braga, no dia 22.

Terminou desta forma 2018 para as duas equipas. Os homens de Nuno Manta Santos entram em 2019 com um jogo frente ao Chaves, em casa dos flavienses, enquanto os comandados de Marcel Keizer entram no novo ano civil com uma partida em casa diante do Belenenses

Onzes iniciais:

CD Feirense: Brígido; Vitor Bruno, Philipe Sampaio, Nascimento, Diga ( 69’ Valencia); Tiago Silva, Babanco, Luís Machado, Crivellaro ( 79’ Marco Soares), Sturgeon(84’ Brian); Edinho.

Sporting CP: Salin; Acuña( 88’ Jefferson), Coates, Mathieu, Ristovski(82’ Bruno Gaspar); Raphinha ( 69’ Jovane), Petrovic, Bruno Fernandes, Miguel Luís; Diaby, Bas Dost.