Anterior1 de 4Próximo

Uma segunda feira friorenta trouxe ao estádio de S. Miguel os adeptos para verem mais um espetáculo da Primeira Liga.

O Sporting CP veio à ilha de São Miguel, para dar seguimento às vitórias no campeonato. Na última jornada conseguiu garantir um triunfo tangencial, ante o Moreirense FC. Por seu turno, o CD Santa Clara precisa urgentemente de retomar às vitórias, depois de, nos últimos cinco encontros, ter somado três empates e duas derrotas.

A partida começou com um Sporting a pressionar a equipa da casa fazendo o jogo concentrar-se a meio campo havendo poucas linhas de passe. A primeira tentativa de golo apareceu através de Carlos Jr., no entanto esta acabou por ser à figura. As ocasiões de perigo ficaram à quem das expectativas sendo as mesmas escassas.

Aos 34 minutos, Bolasie tenta a sua sorte através de um cabeceamento, mas a bola acabaria por picar chão e sair por cima da baliza da equipa da casa.

Anúncio Publicitário

O primeiro golo da partida viria aos 40 minutos na sequência de um passe de Vietto que colocaria a redondinha na mira de Luiz Phellype que, de cabeça, daria a vantagem à equipa de Silas.

Desta primeira parte destaca-se a exibição de Marco Pereira ao defender todas as bolas que chegavam perto das suas redes, mas que acabaria por ser traído antes do intervalo. Por outro lado, Luis Maximiano nesta primeira parte não teve muito trabalho em defender as redes verdes e brancas.

A partida desta noite foi de sentido único. Sendo o Sporting o que mais se destacou nos 90 minutos
Fonte: Bola na Rede

Ao abrir a segunda parte, o Sporting trouxe na manga mais uma grande oportunidade para dilatar a vantagem no marcador. Novamente, Luiz Phellype com a pontaria afinada voltou a marcar na baliza da equipa açoriana dando origem ao segundo golo da partida.

O Santa Clara não baixava os braços e continuava a tentar a sua sorte. Aos 51 minutos de Carlos Jr. Tentaria o remate, no entanto a bola acabaria por passar muito por cima da baliza.

As 54 minutos, através de um canto, Bolasie faz o terceiro golo da partida dando uma confortável vantagem ao Sporting.

Devido a uma disputa de bola entre Zaidu e Bolasie, apareceria uma ocasião para grande penalidade para a equipa do Sporting. Bruno Fernandes acabaria, assim, por marcar o quarto golo da partida.

A oportunidade para a equipa vermelha e branca apareceu por ocasião dum livre direto cobrado de forma exemplar por Bruno Lamas que a colocaria no fundo das redes de Maximiano mas, o golo acabaria anulado devido a uma falta cometida por Fábio Cardoso na barreira.

Após o quarto golo, a partida acabaria por voltar a centrar-se a meio campo e sem grandes oportunidades para ambas as equipas. O Sporting acabou por aproveitar o tempo para gerir a sua superioridade no marcador. Acabando o jogo por conseguir a sua tão esperada vitória.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários