O Sporting CP irá defrontar no próximo dia 17 de outubro, o FC Porto, em Alvalade, num jogo a contar para a quarta jornada do campeonato português. Será o primeiro grande embate entre os grandes do futebol português na presente temporada. Os leões chegam na quarta posição com duas vitórias em dois jogos e claramente motivados, enquanto que o FC Porto em três jogos, conta com duas vitórias e uma derrota diante o CS Marítimo que irá querer agora certamente vingar, para não perder terreno na luta pelo título.  

No Sporting CP, são para já baixas confirmadas Eduardo Quaresma e Andraz Sporar enquanto que no lado do FC Porto, Iván Marcado estará igualmente de fora surgindo dúvidas em relação a Marchesín, Matheus Uribe e Luis Díaz. Este será também o primeiro jogo após a paragem das selecções e o fecho do mercado de transferências. Posto isto, é altura de perceber como irá decorrer o jogo e onde o Sporting CP terá de ter mais atenção.

O FC Porto perdeu duas peças chave no seu modelo de jogo: Danilo Pereira e Alex Telles. Com isto, creio que irá chegar aqui mais fraco, pois Alex Telles, para além de ser uma peça chave na manobra ofensiva, garantia muitos golos e assistências através das bolas paradas, parâmetro onde Danilo também dava o seu contributo com o seu jogo aéreo. O FC Porto, para além de ter muitos jogadores fora devido aos compromissos internacionais, não teve assim tanto tempo para preparar o encontro; fica ainda alguma dúvida a quem irá ocupar a posição deixada por Alex Telles e a forma como a equipa portista se irá apresentar face a isso mesmo, não tendo uma alternativa clara sem ser o lateral Zaidu ou a adaptação de ManafáMbemba ou Malang Sarr. Com isto, creio que o FC Porto se irá apresentar mais fragilizado e poderá ser um bom contexto para o Sporting CP conseguir pelo menos um empate neste encontro.  

Anúncio Publicitário

Outro ponto que creio ser fundamental e que poderá criar novamente dificuldades ao FC Porto é o facto da equipa leonina se apresentar no seu 3x4x3, que a defender se torna num 5x4x1, garantindo muito equilíbrio e segurança defensiva, acabando por retirar a profundidade no ataque ao FC Porto, arma que é muito utilizada por Sérgio Conceição e que garante muitos golos a Marega 

Com isto, vou destacar aqui três nomes que o Sporting CP deverá ter mais atenção, sobretudo pela capacidade que podem ter em lances chave e que por vezes definem os encontros – nos mínimos detalhes.

Jesús Corona tem sido de longe o melhor jogador do FC Porto. As suas exibições, quer a nível interno quer a nível da selecção, fazem do mexicano a principal arma e referência portista e é um jogador que irá requerer atenções extra por parte dos leões. É  capaz de jogar em várias posições e de desempenhar as mesmas com enorme qualidade, podendo num lance de génio criar desequilíbrios para resolver o jogo.  

Na última época, a par de Alex Telles, Jésus Corona foi o jogador mais influente dos dragões, contribuindo com muitos golos e assistências
Fonte: Bola na Rede

Felipe Anderson é o nome que se segue. Chegou por empréstimo do West Ham e pode fazer aqui a sua estreia. É um jogador com muita experiência – passagens precisamente por West Ham e Lazio – e que acrescenta uma enorme qualidade individual aos dragões. Um jogador diferenciado e irreverente com potencial para ser um dos melhores jogadores do nosso campeonato. Capacidade para desequilibrar em progressão, com boa capacidade de passe e visão de jogo, poderá atuar na esquerda procurando terrenos mais interiores, mas garantindo sempre uma enorme flexibilidade e variabilidade no momento ofensivo – podendo aproveitar aqui a potencial ausência de Luis Díaz que se encontra em isolamento desde o passado dia um de outubro.  

Por fim, vou destacar o central português Pepe. Apesar da sua idade, ainda se apresenta a um bom nível e que vai demonstrando o porquê de ser e de já ter sido um dos melhores centrais do mundo. Vai somando exibições constantes e demonstra ser um elemento confiável garantido qualidade nos vários momentos do jogo. No último jogo diante da Súecia, o defesa fez oito recuperações de bola, quatro interceções, seis alívios e sofreu cinco faltas. É a voz de comando na defesa tanto na seleção como na equipa portista, dando segurança defensiva, uma capacidade de empenho enorme, juntando à sua capacidade de liderança a enorme tranquilidade que transmite. Tem tudo para ser o novo capitão azul e branco e será também uma peça a ter em conta nos lances de bola parada ofensivos.  

O Sporting CP x FC Porto terá lugar no estádio José de Alvalade, num jogo com início marcado para as 20h30m e com arbitragem de Luís Godinho.