sporting cp cabeçalho 2

Há já uns tempos atrás, abordei aqui o facto de a informação e a comunicação serem algo importantíssimo para qualquer organização e consequentemente para os clubes como autenticas empresas que se tornaram. Por isso são dirigidos como um negócio que necessita de fazer circular divisa, com todos os defeitos que isso acarreta.

Juntando a isso o facto de sermos um país latino, com sangue na guelra e muita imaginação para contornar as leis, estão encontradas todas as condições para se formar uma receita explosiva. Os clubes desportivos deixaram de ter uma utilidade pública para passarem a ser úteis para algumas individualidades que vão, pela notoriedade que proporciona ser dirigente de qualquer grande clube, ganhando créditos, influencias e permitindo cobrar favores anteriormente oferecidos.

Anúncio Publicitário

Os clubes passaram a ser grupos de guerrilha comunicacional que alimentam a comunicação social e por isso se mantêm em conluio, esquecendo o brio, e todas as regras pelas quais se deve reger o bom jornalismo e informação. Essa estratégia serve, no entanto, para esconder outras estratégias mais ocultas que todos sabemos que existem, mas que não são investigadas pelas formas ilegais com que se conseguiram as provas. Mas se as entidades que existem para que se sigam as leis, sabem que existe crime, mesmo que através de provas que não podem ser usadas em tribunal, não deveriam abrir investigações para procurarem provas legais que provem um crime que todos sabem existir?

Muita coisa suja tem invadido o futebol nacional nos últimos tempos
Muita coisa suja tem invadido o futebol nacional nos últimos tempos

Por falar em provas e estratégias comunicacionais, um canal do norte, também afecto a um clube anteriormente investigado no Apito Dourado, nas últimas semanas tem conseguido uma grande audiência com o lançamento de pequenas bombas de informação, associados a excertos de “cenas do próximo episódio”, criando expectativa semanal para o que virá a seguir. Ora isto resultou tão bem que, ao que parece, um dos canais de informação, que originalmente até tinha bases religiosas, achou que poderia fazer algo do género e permitiu que um dos implicados no Apito Abençoado não deixasse terminar o programa sem prometer trazer revelações bombásticas sobre o presidente do Sporting, isto se ele não fosse entretanto afastado do programa. Mais parecia um daqueles capturados que, ao ser torturado ou condenado, como esforço derradeiro para se safar, promete entregar a própria mãe, se for preciso.

Apesar de tudo o que tem vindo a público, como já veio em outras circunstâncias, nem é preciso ser bruxo para sabermos que não vai dar em nada. Sabemos nós e sabem todos os intervenientes, até pela ligeireza com que este tema está a ser tratado, chegando a criar spots de rabulas cómicas. Também se sabia (nós e quem fez a denúncia) que não iam dar em nada todos os processos interpostos ao Sporting e ao seu presidente, uma vez que o único intuito era, como sempre, desviar atenções de assuntos bem mais importantes e decisivos.