Concluída uma temporada histórica para o Sporting CP, algo que já mexe com o pensamento dos adeptos leoninos são as possíveis saídas do plantel principal do futebol. Apesar do coletivo fortíssimo, foram vários os destaques a nível individual, pelo que é cada vez mais intenso o interesse dos “tubarões” europeus em alguns elementos da equipa de Rúben Amorim.

Como é habitual, é nestas alturas que se apodera dos adeptos de todos os clubes o modo “Football Manager”, em que começa a ser preparado o plantel da próxima época, antecipando as saídas e até mesmo a entrada de alguns reforços. Todos nós temos esse “bichinho” do treinador de bancada e é precisamente isso que irá acontecer ao longo deste artigo.

Anúncio Publicitário

No caso do Sporting CP, e no que diz respeito a saídas iminentes, Nuno Mendes é o nome que salta à vista. O jovem lateral leonino deverá sair mesmo de Alvalade, isto sem nunca ter jogado diante dos sportinguistas. Com apenas 18 anos e já convocado para o Europeu, restam poucas dúvidas do potencial brutal que tem – será, certamente, um dos melhores do mundo no futuro.

Nuno Mendes está na iminência de uma saída e o Manchester City coloca-se na dianteira
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Uma transferência com valores compreendidos entre 50 a 60 milhões, podendo ainda envolver Porro, seria provavelmente o melhor negócio da história do Sporting CP: não esqueçamos que estamos a falar de um jogador que ainda tem idade de júnior, é lateral, não é propriamente um extremo, e que joga num campeonato periférico, pelo que é maior a desconfiança dos grandes clubes das principais ligas quando pretendem contratar destaques destes países.

Em ano de Champions League, o Sporting CP terá esta valiosa montra para poder valorizar os seus principais jogadores, nomeadamente Pedro Gonçalves, que apesar de ter sido o melhor marcador da Primeira Liga deverá ficar no clube, além de outros jovens como Gonçalo Inácio, Daniel Bragança, Matheus Nunes ou Tiago Tomás – todos eles preponderantes esta época.

Entre os jovens de maior potencial, Eduardo Quaresma poderá ser a exceção e ser emprestado, de modo a ganhar mais experiência na Primeira Liga – ele que pouco jogou nesta temporada, não por falta de qualidade, mas pela ausência de compromisso, um assunto que já foi abordado aqui há alguns meses. O equatoriano Gonzalo Plata, apesar do belo golo que marcou na última jornada diante do CS Marítimo, também poderá vir a sair de Alvalade, seja por empréstimo ou em definitivo, principalmente pelas dificuldades que apresenta no esquema tático do Sporting CP.

Gonzalo Plata deverá rumar a outro campeonato e parece ser carta riscada por Rúben Amorim
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Outra das incógnitas passará pela continuidade do meio-campo titular leonino. João Palhinha, também ele convocado para o Europeu, afirmou-se finalmente na equipa do Sporting CP e poderá vir a ser sondado por clubes da Premier League. Por sua vez, João Mário, emprestado pelo Inter de Milão, foi também fundamental na equipa verde e branca, tanto dentro como fora de campo, pelo que o médio português já estará a ser tema de conversa entre os dirigentes leoninos e italianos. Seria, naturalmente, muito positiva a permanência do jogador no plantel.

Por fim, o Sporting CP terá nesta nova época mais uma oportunidade para colocar excedentários, tais como Renan Ribeiro, Ilori, Lumor ou Luiz Phellype. Para além destes, João Pereira irá terminar a carreira e Antunes deverá sair para o mundo árabe. Fica a dúvida se Jovane Cabral, também ele decisivo neste título, contará mesmo para Amorim ou se os responsáveis leoninos estarão à espera de uma boa oportunidade para fazer um encaixe com o extremo.

Só o tempo dissipará estas dúvidas…

Artigo revisto por Joana Mendes

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome