Esta semana tivemos mais um episódio lamentável que manchou (novamente!) o bom nome do Sporting Clube de Portugal. Importará certamente noutras plataformas informativas discutir as culpas, os culpados, os oportunistas e tudo o que se relaciona com a tão falada “crise leonina”. Mas, mais do que isso, importa sobretudo destacar o espírito de esforço, dedicação, devoção e glória que a equipa de futebol dos Leões, comandada por José Peseiro, está a ter dentro das quatro linhas neste início de época. Estes leões parecem não claudicar e afirmam de peito cheio “Contra tudo e contra todos: Sporting Clube de Portugal”!

A equipa dos leões bateu ontem em Alvalade a equipa do Vitória de Setúbal por duas bolas a uma. Os sócios corresponderam ao pedido dirigido por José Peseiro e compareceram massivamente ao anfiteatro leonino. Foi um jogo que esteve muito aquém das exibições deslumbrantes e de “encher o olho” doutros jogos e doutras épocas. Mas estes jogadores têm sabido interpretar o momento em que o clube se encontra e tem dado provas e mostras de serem verdadeiros leões. Os adeptos têm ajudado imenso neste início de época positivo. Afinal, também por isto, o Sporting é um dos melhores clubes do Mundo.

Os jogadores leoninos não hesitam em apontar o caminho para a saída da crise: os sportinguistas
Fonte: Sporting CP

Mesmo quando joga fora, joga em casa: basta vermos a mancha verde que se gerou em Moreira de Cónegos a semana passada para termos uma ideia mais concreta sobre um clube verdadeiramente nacional.

Faço votos para que esta atitude dos jogadores leoninos continue por todo o campeonato, independentemente da chamada “crise” que, espero, termine rapidamente. A ver vamos se este brio em vestir a listada verde e branca se mantém nos jogadores leoninos nos próximos jogos. O próximo é já no Estádio da Luz diante do eterno rival. Vamos leões!

Foto de Capa: Sporting CP

Anúncio Publicitário

 

Artigo anteriorMarta Pen agarrou a oportunidade em Birmingham
Próximo artigoRio Ave FC 3-1 CS Maritimo: Bruno Moreira passa com distinção
O Simão é psicólogo de profissão mas isso para aqui não importa nada. O que interessa é que vibra com as vitórias do Sporting Clube de Portugal e sofre perante as derrotas do seu clube. É um Sportinguista do Norte, mais concretamente da Maia, terra que o viu nascer e na qual habita. Considera que os clubes desportivos não estão nos estádios nem nos pavilhões, mas no palpitar frenético do coração dos adeptos e sócios.                                                                                                                                                 O Simão escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.