A poucas semanas do fecho do mercado, o Sporting Clube de Portugal corre contra o tempo para definir o futuro de jogadores que não entram nas contas de Marcel Keizer, de forma também a obter um encaixe financeiro. Entre os atletas que poderão rumar a outros clubes estão: Emiliano Viviano, Jefferson, André Pinto, Bruno Gaspar, Radosav Petrovic e Matheus Oliveira.

O guarda-redes internacional italiano, Viviano, chegou ao Sporting no verão passado e não se afirmou. No mercado de inverno, foi cedido a título de empréstimo à SPAL, tendo realizado 17 jogos na Serie A. O guardião, aos 33 anos, conta com uma larga experiência, tendo passado por clubes como Brescia, Cesena, Inter, Bologna, Palermo, Fiorentina, Arsenal e Sampdoria. Contudo, Viviano não fará parte do plantel leonino esta temporada, tendo a oposição de Renan Ribeiro, Max e Diogo Sousa. Com um valor de mercado de cerca de 1M€ e contrato válido até junho de 2020, o guarda-redes tem mercado no futebol italiano e deverá ser esse o seu destino.

Já o lateral-esquerdo brasileiro, Jefferson, ingressou no Sporting CP quando decorria a época 2013/14, proveniente do Estoril-Praia, num negócio a rondar os 800 mil euros. Jefferson fez, de leão ao peito, 126 jogos e marcou 4 golos, tendo conquistado duas Taças de Portugal, uma Taça da Liga e uma Supertaça. Pelo meio, na época 2017/2018, esteve ao serviço do SC Braga, envolvido no negócio que trouxe Rodrigo Battaglia para Alvalade. Na última temporada, realizou apenas 22 jogos porque perdeu espaço no plantel, com Marcos Acuña e Cristián Borja a serem as opções prioritárias na lateral-esquerda, havendo ainda o jovem Nuno Mendes para a sua posição. O jogador brasileiro tem um valor de mercado a rondar os 2M€ e contrato válido até junho de 2020. Jefferson poderá ter clubes interessados no seu passe, nomeadamente no futebol espanhol e grego, com poucas oportunidades poderá rumar a outro clube.

O internacional angolano, Bruno Garpar, foi um dos reforços para a temporada 2018/2019, no qual o Sporting investiu cerca de 4,5 M€ para o resgatar à Fiorentina. Pouco utilizado ao serviço dos italianos, no Sporting realizou um total de 30 partidas, marcou um golo e venceu a Taça de Portugal e a Taça da Liga. Contudo, não tem conseguido roubar a titularidade a Ristovski, tendo ainda a concorrência do reforço Rosier e do jovem Thierry Correia. Assim, Bruno Gaspar poderá dar seguimento à sua carreira, ao serviço de outro emblema. No entanto, o lateral-direito representou um investimento significativo e o seu valor de marcado atual não ultrapassa os 3.5M€ e tem contrato válido até 2023.

O futuro do brasileiro parece cada vez mais afastado de Alvalade
Fonte: Sporting CP

O defesa-central, André Pinto, foi reforço do Sporting para a época 2017/18, no entanto nunca se conseguiu estabelecer como titular. Em duas temporadas, jogou 41 partidas de leão ao peito, vencendo uma Taça de Portugal e duas Taças da Liga. A concorrência pelo seu lugar é forte, com Coates e Mathieu a serem os habituais titulares. Além disso, o Sporting contratou no mercado de inverno Tiago Ilori ao Reading FC de Inglaterra. Neste verão, chegou ainda mais um defesa-central, Luís Neto, proveniente do Zenit FC, podendo ainda integrar o plantel o jovem Eduardo Quaresma. Com pouco espaço no plantel de Marcel Keizer, caso surja uma proposta, André Pinto poderá rumar a outro clube. Recorde-se que o defesa-central leonino tem um valor de mercado de cerca de 2.5M€ e contrato até 2021, havendo rumores de interessados no futebol chinês e nos EUA.

Quanto a Petrovic, o médio sérvio chegou a Alvalade há três temporadas por cerca de 1M€, proveniente do Dínamo de Kiev, após passagens pelo futebol ucraniano, turco e inglês. No entanto, nunca se assumiu como titular no Sporting e em 2016/17 foi emprestado ao Rio Ave. Regressou ao Sporting, mas nas duas temporadas seguintes continuou a ser pouco utilizado, somando um total de apenas 39 jogos de leão ao peito, conquistando uma Taça de Portugal e duas Taças da Liga. Petrovic tem um valor de mercado de 1M€ e termina contrato com o Sporting em junho de 2020. Assim, caso surjam interessados poderá vir a servir outro emblema, procurando jogar com mais regularidade, sendo que no Sporting terá a oposição de Eduardo e Doumbia.

Matheus Oliveira, filho do campeão do mundo Bebeto, não convence no Sporting. O jovem brasileiro fez a sua formação no histórico Flamengo, tendo chegado ao futebol europeu em 2014/15, para representar o Estoril-Praia, onde somou 62 jogos e seis golos. Em 2017/18, o Sporting adquiriu o passe do brasileiro por 2M€. Nunca sendo opção em Alvalade, acabou por ser cedido a título de empréstimo ao Vitória SC nas duas últimas épocas. Matheus não entra nas contas de Marcel Keizer, tendo contrato válido até junho de 2022 e um valor de mercado a rondar os 2.5M€. Este é mais um atleta que o Sporting pretenderá transferir neste defeso.

Estes são dossiers prioritários para o Sporting resolver até ao fecho do mercado de transferências, no dia 2 de setembro. Com estes ativos, o clube de Alvalade poderá cumprir dois objetivos: baixar a massa salarial e fazer um encaixe financeiro com as transferências, preferencialmente a título definitivo. Parte destes jogadores, não foram sequer apresentados e não trabalham com a equipa às ordens de Marcel Keizer. Assim, o Sporting está numa corrida contra o tempo para definir o futuro destes atletas.

Foto de Capa: Sporting CP

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários