sporting cp cabeçalho 2

“Cudic!! Muito bem, Cudic!!” é uma expressão que muito ouvimos por parte dos relatadores da Sporting TV sempre que a equipa de andebol do Sporting entre em ação. De facto, as exibições de Aljosa Cudic, o guardião esloveno da equipa leonina, têm mostrado que ele é um dos melhores guarda-redes da modalidade a atuar em Portugal.

Cudic está a ser o guarda-redes mais utilizado como titular na baliza dos Leões neste final de temporada 2016-2017 sendo que, no início de época, as chaves da baliza estavam entregues ao atual suplente do esloveno, o croata Matej Asanin. As exibições deste guardião de elevada estatura (2,03 m contra os 1,90m de Cudic) fizeram também muitos admiradores, mas as de Cudic têm-no confirmado como um atleta mais ágil, mais atento e de maior segurança entre os postes.

No sentido das exibições de elevado quilate de Cudic, a comunicação social portuguesa tem destacado as suas excelentes prestações. O Diário de Notícias, acerca da vitória sobre o FC Porto por 28-27 em Odivelas, noticiou em 13/05/2017 no seu site o seguinte: “No Sporting, à exceção do estranho golo sofrido no último segundo, brilhou o guarda-redes, Aljosa Cudic, com fantásticas defesas (…)”. Já sobre a vitória dos leões sobre o ABC, também em Odivelas, no mês passado por 31-26, o site Notícias ao Minuto referia a 20/04/2017: “Depois do equilíbrio inicial na partida a inspiração de Frankis Carol e de Aljosa Cudic foram fundamentais para arrecadar uma importante vitória diante dos minhotos”.

Aljosa Cudic e Matej Asanin são os dois guardiões principais do andebol do Sporting Fonte: Sporting Clube de Portugal - Andebol
Aljosa Cudic e Matej Asanin são os dois guardiões principais do andebol do Sporting
Fonte: Sporting Clube de Portugal – Andebol

Na Maia, no passado dia 10/05/2017, em jogo contra o Águas Santas, jogo esse que tive a oportunidade de assistir ao vivo juntamente com muitos sportinguistas nortenhos que fizeram questão de apoiar a equipa nesta deslocação difícil, Cudic foi mais uma vez Cudic: as suas enormes defesas, de elevado recorte técnico, em certa medida impossíveis à luz dos limites da elasticidade humana, quer face a remates de longa distância quer face a remates de curta distância, eram festejadas como se de golos se tratassem.

As suas defesas têm sido hinos à modalidade, saindo reforçado não só o Andebol Nacional mas também o Sporting Clube de Portugal. Qualquer amante da modalidade reconhecerá facilmente, independentemente do seu clube, que Aljosa Cudic é um guarda-redes de andebol de topo nacional e até mesmo internacional. No que me diz respeito, as suas exibições têm-me permitido recuar à infância e à contemplação quase religiosa que eu fazia, quando era miúdo, das defesas de um sueco que, naquela altura, era um dos meus maiores ídolos no Andebol: Tomas Svensson.

Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal – Andebol

Comentários

Artigo anteriorQuem pode destronar a Juve?
Próximo artigoLa Liga: Antevisão à corrida ao título
O Simão é psicólogo de profissão mas isso para aqui não importa nada. O que interessa é que vibra com as vitórias do Sporting Clube de Portugal e sofre perante as derrotas do seu clube. É um Sportinguista do Norte, mais concretamente da Maia, terra que o viu nascer e na qual habita. Considera que os clubes desportivos não estão nos estádios nem nos pavilhões, mas no palpitar frenético do coração dos adeptos e sócios.                                                                                                                                                 O Simão escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.