A CRÓNICA: JOGO MUITO ATRIBULADO COM O LÍDER SPORTING CP A MARCAR PASSO

Noite fria em Vila Nova de Famalicão, mas que prometia ser bem quente dentro das quatro linhas. O Sporting CP queria afastar os fantasmas do passado, já que, na época transata, perdeu os dois jogos que realizou diante a formação famalicense. Pedro Gonçalves foi destaque, não só por ser o melhor marcador do campeonato, mas também por este regresso a uma casa que tão bem conhece.

O Sporting CP quis, desde cedo, tomar conta da partida e mostrar o porquê de ser o líder. No entanto, o jogo demonstrou algum equilíbrio nos minutos iniciais. Aos 22 minutos, é assinalada uma penalidade a favor do Sporting CP, após uma abordagem imprudente de Riccieli. Na cobrança, Nuno Santos permite uma boa defesa ao guardião Luiz Júnior. O Sporting CP aumenta a pressão e aproxima-se junto da baliza da equipa caseira. Aos 37 minutos, numa bela jogada individual cheia de intenção, o Pote de ouro leonino desbloqueia o jogo e faz um belo remate em arco ao ângulo inferior esquerdo, abrindo assim o marcador.

O jogo aqueceu e houve espaço para mais dois golos ainda antes do intervalo. Na única aproximação do FC Famalicão à baliza de Adán, a equipa caseira aproveita um erro do guardião espanhol para fazer o empate através de um cabeceamento de Gustavo Assunção, após livre cobrado por Bruno Jordão. A equipa leonina responde e repõe a vantagem, aos 49 minutos, através de um excelente livre direto cobrado por Pedro Porro.

Anúncio Publicitário

Na segunda parte, o Sporting CP entrou por cima do jogo e bastante confiante. Dispôs de várias tentativas de golo e foi a única equipa que esteve sempre mais perto de marcar. Os leões foram controlando as ações do jogo sem se expor muito. Ao minuto 80, Pedro Gonçalves é expulso, após acumulação de cartões amarelos, deixando o Sporting CP reduzido a dez unidades, com mais de dez minutos para jogar. Aos 89 minutos, e de forma surpreendente, após uma cobrança de um livre directo frontal, Jhonata Robert faz um excelente golo, repondo assim a igualdade, com apenas os descontos por jogar. O Sporting CP reata a partida rapidamente e coloca a bola na área, conseguindo fazer o golo da vantagem. Contundo, o árbitro anula-o, com recurso ao VAR, expulsando, depois, o treinador Rúben Amorim.

Uma sensação de injustiça para o Sporting CP, com a equipa leonina a marcar passo e a empatar a duas bolas contra a equipa do FC Famalicão. Ainda assim, mantém a liderança do campeonato, independentemente dos outros resultados.

 

A FIGURA:

Pedro Porro chegou, viu e surpreendeu todos os adeptos leoninos com as suas exibições
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Pedro Porro – Fez um excelente golo numa altura crucial da partida, ajudando o Sporting CP a chegar ao intervalo com vantagem. Mesmo durante os momentos iniciais da partida, onde o Sporting CP ia relevando alguma dificuldade em encontrar espaços, foi o homem mais inconformado dos Leões. Apesar do erro no lance do golo do FC Famalicão, fez uma partida sempre a um ritmo altíssimo e sempre concentrado, aparecendo em todo o lado do campo.

 

O FORA DE JOGO:

Fonte: FC Famalicão

Ataque do FC Famalicão: A equipa tem jogadores com qualidade, mas realiza, novamente, uma partida muito atípica no que toca ao aspecto ofensivo. É certo que o Sporting CP se apresentou bem organizado e a bom nível, sendo, por esta altura, a melhor defesa do campeonato, mas a equipa, antes da expulsão leonina, contava apenas com três remates e com apenas um à baliza. Muito trabalho pela frente tem o treinador João Pedro Sousa.

ANÁLISE TÁTICA – FC FAMALICÃO

O FC Famalicão apresentou algumas mudanças face ao último jogo, diante o FC Paços de Ferreira. Jhonata Robert, Iván Jaime e Marcello Trotta são rendidos por Rúben Lameiras, Bruno Jordão e Leonardo Campana, alterando a estrutura de um 4-4-2 para um 4-2-3-1. Sem bola, a equipa tentava condicionar a acção leonina na sua saída de bola, subindo as linhas nos pontapés de baliza. Quando não conseguia recuperar a bola, baixava as suas linhas e colocava vários homens atrás da linha da bola, de forma a evitar que o Sporting CP conseguisse as transições rápidas para aproveitar o espaço nas costas da defesa famalicense. Pedro Porro foi o homem mais ativo dos Leões e o FC Famalicão esteve especialmente bem e atento nas coberturas defensivas no seu lado esquerdo defensivo.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Luiz Junior (7)

Edwin Herrera (5)

Riccieli (4)

Srdjan Babic (5)

Gil Dias (4)

Gustavo Assunção (5)

Joaquin Pereyra (4)

Ruben Lameiras (5)

Bruno Jordão (5)

Fernando Valenzuela (6)

Leonardo Campana (4)

SUBS UTILIZADOS

João Neto (3)

Marcello Trotta (3)

Iván Jaime (3)

Patrick (3)

Jhonata Robert (6)

 

ANÁLISE TÁTICA – SPORTING CP

Rúben Amorim manteve-se fiel ao seu 3-2-4-, sendo que apenas se viu forçado a realizar uma alteração face ao que tem sido o seu onze habitual. Por lesão, o jovem Nuno Mendes ficou de fora da convocatória, dando o seu lugar a Antunes, que se estreou assim a titular na presente temporada da Liga Portuguesa. A estratégia e as dinâmicas permaneceram idênticas, sendo que o Sporting CP procurou ter a bola e pressionar a todo o campo.

O Sporting CP esteve bem na pressão e a ocupar os espaços, mas demonstrou, mais uma vez, algumas dificuldades contra um bloco mais baixo, não conseguindo fazer aparecer os seus melhores jogadores.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Adan (4)

Luís Neto (5)

Seba Coates (5)

Feddal (5)

Pedro Porro (7)

João Mário (5)

João Palhinha (6)

Antunes (4)

Pedro Gonçalves (5)

Nuno Santos (5)

Sporar (4)

SUBS UTILIZADOS

Tiago Tomás (3)

Bruno Tabata (3)

Matheus Nunes (3)

Cristian Borja (3)

 

 

Artigo revisto 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome