sporting cabeçalho generíco

 

Na antevisão do jogo do Sporting com o Lokomotiv de Moscovo, Jorge Jesus disse que ia jogar com os que achava os melhores para aquele jogo, afirmando também que iria manter as opções que já tinha tomado quanto às suas prioridades (admito que não tenha sido com estas mesmas palavras).

Contudo, ao ouvir estas declarações passou-me pela cabeça que o técnico fosse lançar uma equipa totalmente renovada relativamente à que tinha alinhado de início no sábado contra o SL Benfica, acabando por mostrar assim que a Liga Europa estava totalmente colocada de lado.

No entanto, Jesus decidiu que ainda se queria manter – ou pelo menos tentar – na luta pelo apuramento por mais uns tempos e lançou alguns dos habituais titulares juntamente com algumas das novas promessas leoninas. O Sporting entrou em campo com uma defesa e um ataque totalmente remodelados, juntando-se Brian Ruiz a jogar ao meio, sustentados pelos médios habituais, Adrien e João Mário. Ao ver este alinhamento, diria que estava em campo uma equipa equilibrada, apesar do pouco entrosamento da defesa (o que poderia correr mal contra avançados russos tão rápidos).

Juntava-se a isso o facto de o Sporting não conseguir ganhar fora para as competições europeias há bastante – demasiado – tempo e, como tal, ganhar na Rússia seria algo que não se adivinhava nada fácil.

Com o início do jogo e um erro madrugador de Adrien, a equipa moscovita acabou por se adiantar no marcador e a tarefa de “matar borregos” antigos se afigurava mais difícil.

Montero: um golo, duas assistências e uma exibição de gala Fonte: Sporting CP
Montero: um golo, duas assistências e uma exibição de gala
Fonte: Sporting CP

No entanto, o Sporting tinha pela frente uma equipa que dava preferência às saídas em contra-ataque, remetendo-se à defesa e dando o domínio de jogo ao Sporting, que começou a trocar a bola quase sempre no meio campo adversário. Com constantes trocas de posições entre os 4 avançados (sim, porque não jogámos com ponta de lança), tornou-se complicado para a defesa russa, forte e pesada, acompanhar o ataque leonino.

E foi com estas trocas em que, ora entrava o Ruiz na área, ora descia o Montero para fazer passes de rotura, com  Matheus Pereira e Gelson a flectirem para o meio que os de Alvalade conseguiram fabricar os seus golos quatro golos. A este quarteto tivemos um meio campo soberbo, com João Mário mais a sair com bola e Adrien a recuperar bolas, a fazer cortes… mostrando-se incansável.

Foi um bom jogo da equipa leonina na generalidade, com alguns erros na defesa que deram os dois golos moscovitas, juntando-se o cansaço dos dois do meio campo que trabalharam muito e que perto do fim da partida já não conseguiam acompanhar a rapidez dos avançados russos.

Quanto aos suplentes que entraram, deixo uma palavra para André Martins que tem um toque de bola fantástico. Não fosse a irregularidade e seria de um jogador de top.

Devo dizer que, para mim, o segredo desta vitória esteve em dois jogadores. Adrien a recuperar bolas e a construir jogo (com a ajuda de João Mário), e Montero, que não se deu à marcação dos pesadões russos e assim teve liberdade para fazer vários passes de morte para os seus companheiros da frente.

Finalmente, o leão devorou dois borregos que já se estavam a tornar velhos demais para mastigar, juntando-se a isto o facto de se manter na corrida pela qualificação para a próxima fase da Liga Europa.

 A Figura:

Adrien e Montero – O capitão leonino está numa forma assombrosa, limpando o meio campo e entendo-se às mil maravilhas com João Mário. Já “El Avioncito”, após alguns jogos de menor fulgor, rubricou uma exibição de encher o olho, jogando e fazendo jogar. O golo e as assistências não chegam para descrever a excelente exibição de Montero.

O Fora de Jogo:

Defesa do Sporting – Contra uma equipa preparada para jogar em contra-ataque, e após a lição aprendida em Moscovo há três meses, esperava-se uma linha defensiva mais atenta e que não permitisse liberdades como as que Maicon e Miranchuk tiveram nos golos russos.

Foto de Capa: Sporting CP

 

Comentários