sporting cp cabeçalho 2O jogo começou com o Estoril a ter um jogo mais próximo da área do Sporting, apesar de não conseguir criar lances de real perigo. Aos 22 minutos, após cruzamento pela direita de Schelotto Bryan Ruiz estica-se todo e abre o marcador para o Sporting, no que foi o primeiro remate dos verdes e brancos no jogo.

Depois do golo, o Estoril continuou a jogar mais perto da área leonina do que o contrário, mas só aos 35 minutos conseguiu rematar com perigo, através de Matheus.
Até ao final da primeira metade do jogo, apenas mais duas jogadas de perigo e ambas para o Sporting: primeiro num cruzamento de Gelson, após boa desmarcação feita por Alan Ruiz e Bas Dost a mandar por cima e ao lado da baliza e, já aos 45, William a atirar por cima, após boa jogada de Gelson Martins.

Os lances de maior perigo foram todos do Sporting e, como tal, ao intervalo a vantagem é justificada.

A segunda parte mostrou um Sporting mais esclarecido e eficaz, tendo mais bola e controlo do jogo. Apesar disto, não existiram muitos lances de perigo de parte a parte. Aos 56, Gelson Martins serviu Bas Dost, que rematou cruzado mas ao lado. Pouco depois, foi Lica a cruzar e Kléber a rematar com perigo para a baliza de Rui Patrício.

Gelson Martins, no melhor lance da segunda parte, remata ao lado, isolado frente a Luís Ribeiro,  após excelente passe de João Palhinha. Na baliza contrária, lance parecido entre Kléber e Rui Patrício, mas o guarda redes chegou primeiro à bola.

Já perto do final, grande penalidade para o Sporting: falta bem assinalada de Diakhité sobre Bas Dost, que o próprio holandês converteu, bola para a esquerda e Luís Ribeiro a ficar no meio da baliza.

O Sporting vence de forma justa a partida, com mais três pontos a garantir um triste terceiro lugar.