Com a época futebolística praticamente terminada, e estando o clube de Alvalade isolado no terceiro lugar do pódio, o Sporting começou já a preparar a sua próxima temporada. No mês de janeiro, os jornais davam conta de que a formação leonina sondava um tal “menino” de apenas 18 anos de idade, de nome Gonzalo Plata.

Trata-se de um extremo veloz no um-para-um, com bom ataque à profundidade e senhor de um portentoso remate. Estes são os ingredientes mais do que suficientes para que Plata singre com o emblema do Leão ao peito. Trata-se ainda de um jovem diamante que necessita, logicamente, de ser trabalhado e aperfeiçoado para que na próxima época brilhe nos estádios portugueses.

Na altura em que começou a dar nas vistas estava a representar a sua seleção, o Equador, no campeonato sul-americano de sub-20. O seu talento parece não enganar ninguém: além da equipa portuguesa, Plata teve também, nessa altura, “à perna”, alguns dos maiores tubarões europeus, tais como o Barcelona. Contudo, o Sporting e o Independiente del Valle (equipa à qual Plata estava vinculado) entenderam-se na perfeição e no final desse mesmo mês de janeiro, o jovem equatoriano assinou contrato com o Sporting por um valor a cifrar-se em pouco mais do que um milhão de euros, e firmando-se com a formação verde e branca até ao final de 2024.

O jovem equatoriano terá de lutar pelo seu lugar na equipa principal
Fonte: Sporting CP

Em declarações ao jornal O Jogo, o diamante equatoriano afirmava que “O Sporting é como o Barcelona” referindo-se, certamente, à dimensão do clube e à exigência de adeptos e sócios. Só por causa disso, dessas suas palavras, Plata deveria ficar de pedra e cal em Alvalade.

Anúncio Publicitário

Mas, apesar dos dotes indiscutíveis, a integração do extremo canhoto no plantel de Marcel Keizer ainda é uma incógnita: ou se integra na equipa principal ou então vai rodar uns jogos para a equipa de Sub-23 para ir evoluindo até dar o “salto” para a equipa sénior. Se se verificar este último cenário, espero que o departamento de futebol do Sporting esteja mesmo muito atento à sua evolução, sob pena de termos mais um talento esquecido a rodar nos nossos escalões de formação.

Se vingar a primeira opção, isto é, da integração imediata na equipa principal, espero que Marcel Keizer dê espaço e, sobretudo, tempo, para mostrar tudo o que este diamante vale. As palavras de ordem para Keizer relativamente ao extremo Gonzalo Plata são só duas: apostar e ganhar. Bem-vindo, Leão!

Foto de Capa: Sporting CP