Cabeçalho Futebol Nacional

Hoje, no Estádio da Luz, Benfica e Sporting defrontam-se pela primeira vez esta época. Em perspetiva um grande jogo de futebol, muita emoção, lotação esgotada e duas equipas que vão dar tudo para atingirem os seus objetivos, o Benfica, reforçar a liderança, o Sporting chegar à liderança.

Espera-se um jogo muito equilibrado, senão não seria um dérbi, mas sobretudo espera-se que os treinadores das duas equipas nos surpreendam, sejam perspicazes e utilizem a sua mestria e sabedoria para poderem vencer.

Exploramos aqui alguns pontos muito importantes que poderão fazer a diferença. O Benfica é uma equipa que nunca muda o seu esquema seja com quem jogar, apresenta por norma o mesmo 4x4x2, super ofensivo e com alas bem abertos. O Sporting costuma apresentar-se da mesma forma, 4x4x2 mas com uma presença maior no meio campo, muitas vezes adaptando o seu jogo em função do adversário. Já vimos vários esquemas diferentes, por exemplo, com o Real Madrid, em Madrid, com Bruno César no meio campo a apoiar o ataque, opção que poderá ser utilizada por Jorge Jesus.

Mudará Rui Vitória a táctica? Fonte: UEFA
Mudará Rui Vitória a táctica?
Fonte: UEFA

A nível defensivo o Benfica sofre muitos golos de cabeça, 5 em 7 dos sofridos no campeonato, e dos quais 4 de bola parada. Este aspeto pode ser muito bem explorado por Jorge Jesus, visto ser um treinador muito eficaz na preparação de lances de bola parada, com o “goleador” Coates a ser decisivo em vários jogos. O Sporting cede muitas vezes em ataque continuado e algumas delas no momento da perda da bola ofensiva, parte que pode ser muito bem explorada por Rui Vitória sendo que tem extremos muito rápidos como Cervi e Rafa.

No momento ofensivo o Benfica poderá ser superior se for rápido nas transições, sendo que tem em Fejsa um grande recuperador de bolas e em Pizzi o jogador que mais passes cria para golo. Com os extremos bem abertos o Benfica poderá aproveitar a maior fraqueza do Sporting, os laterais. Jonas está de regresso e poderá ser um trunfo. Por outro lado, o Sporting poderá fazer a diferença se apostar na posse de bola no meio campo encarnado, com Adrien a fazer a ligação entre todos os setores da equipa e se Bruno César jogar a apoiar o ataque no centro.

Qual será a abordagem de Jorge Jesus? Fonte: UEFA
Qual será a abordagem de Jorge Jesus?
Fonte: UEFA

É uma equipa que joga muito bem no espaço curto e que chega com muita facilidade à zona de finalização com Gelson a ser o maior desequilibrador da equipa no último terço do campo. Se se verificar este aspecto o Benfica terá muitas dificuldades, à semelhança do jogo com o Nápoles onde foi dominado no meio campo.

A nível físico será importante destacar que a equipa do Sporting poderá levar alguma vantagem. O Benfica tem utilizado muitas vezes o mesmo onze, incluindo Taça de Portugal e Champions. Jogadores como Salvio e Luisão dão sinais de algum cansaço, fruto da gestão até agora eficaz de Rui Vitória. O Sporting tem Adrien e William que carregam a equipa e que dão “muito músculo” ao meio campo, sendo que Pizzi é um jogador adaptado à posição de médio. Sendo que é um dérbi, este fator poderá não existir.

Ansiosos que cheguem as 18h00.

Foto de capa: Sporting CP

Comentários