É oficial! Idrissa Doumbia é o mais recente reforço às ordens de Marcel Keizer, confirmando o que já circulava na imprensa desportiva há vários dias. Idrissa Doumbia chega proveniente do Akhmat Grozny – atual oitavo classificado no campeonato russo – numa verba que deverá circular os 4 milhões de euros, apesar dos detalhes do negócio ainda não serem oficialmente conhecidos.

Formado no RSC Anderlecht, mas foi no Zulte-Waregem que deu os primeiros passos na sua afirmação como jogador sénior, onde na época transata chegou a disputar 25 jogos, somando cerca de 1560 minutos, 18 deles como titular, apontou 1 golo, assistiu para golo uma vez e viu três cartões amarelos. Conta também com presenças em algumas competições europeias, nomeadamente na Liga Europa e na UEFA Youth League, somando 8 participações tendo apenas consentido um cartão amarelo num total de 435 minutos. Já na presente temporada, ao serviço da equipa russa, disputou 16 jogos onde em 15 foi titular, perfazendo um total de 1355 minutos. Marcou um golo, assistiu uma vez e foi “castigado” com apenas 2 cartões amarelos. Um jogador que atua como médio defensivo – o chamado número 6 – e que conta com apenas 2 cartões amarelos em tantos jogos, acaba por ser um dado curioso e interessante de salientar.

Gudelj não é um trinco puro, tendo demonstrado até agora dificuldades no jogo sem bola e na transição defensiva, Petrovic nunca foi uma boa solução e Battaglia está lesionado mas apesar disso é mais um box-to-box e não um número 6, pois também evidencia grandes lacunas a nível técnico. Idrissa Doumbia reúne o que falta ao miolo leonino: muita capacidade física como é característica bem vincada nos médios do continente Africano, bastante forte nos duelos, veloz, com capacidade de recuperação de bola, qualidade na transição e qualidade técnica. É sem dúvida um jogador com características individuais interessantes, apesar de por vezes pecar na capacidade de decisão, fruto também da sua idade – apenas 20 anos – e por consequência da sua inexperiência.

Doumbia torna-se mais uma opção para o meio campo leonino
Fonte: Sporting CP

Em teoria, estão reunidos os ingredientes necessários para ser uma boa aposta em Alvalade e tornar-se uma belíssima contratação por parte da direcção liderada por Frederico Varandas, um reforço que preenche assim a maior lacuna do plantel. Um jovem com muita margem de progressão, preço algo acessível e com características individuais interessantes como já foi referido.

Anúncio Publicitário

O tempo e a sua adaptação a uma realidade diferente, pois o nível de exigência no campeonato Português e os próprios objetivos a que o Sporting CP se propõe todos os anos, são de um nível muito superior ao que Idrissa Doumbia conheceu até agora. Caso se consiga afirmar, o Sporting CP terá um upgrade brutal no meio-campo, com maior intensidade e com possibilidade de libertar quer Gudelj para jogar mais como numero “8”, quer Bruno Fernandes para ocupar posições mais avançadas, permitindo aqui também melhorar não só a vertente ofensiva, mas sobretudo melhorar a transição defensiva. Resta esperar e ver se será um tiro certeiro por parte daquele que é agora um scouting renovado no reino do Leão.

Foto de Capa: Sporting CP

artigo revisto por: Ana Ferreira