sporting cp cabeçalho 2

Longe vão os tempos em que o brasileiro Jefferson jogava e convencia. Pela sua velocidade, pelo seu poder de remate, pela capacidade que tinha de balancear a equipa no ataque e até por defender razoavelmente, mesmo não sendo brilhante.

Ainda me lembro dos tempos em que as suas cavalgadas empolgavam os adeptos, com cruzamentos constantemente perigosos e os seus remates queimavam as mãos dos guarda-redes adversários. Hoje, Jefferson está sem chama, sem garra e parece sem vontade de ganhar o lugar que devia ser seu por direito. E pior, não se pode queixar de falta de oportunidades.

Jesus já o quis no Benfica e ele, bem, recusou a proposta e juntou-se à equipa verde e branca. E, se no tempo de Leonardo Jardim era praticamente indiscutível, com Marco Silva começou a perder protagonismo e com Jorge Jesus tem rodado o lugar. Mas pior, quando entra e se lhe dá uma oportunidade, tem falhado no resgate da posição de defesa-esquerdo indiscutível. Que tem qualidade todos sabemos, só falta mesmo o jogador fazer o que já fez no passado e voltar a ter aquela garra característica que empolgava os adeptos.

Jefferson a festejar o seu último golo, e logo contra o SL Benfica. Já foi há quase dois anos. Fonte: http://bancadadeleao.blogspot.pt
Jefferson a festejar o seu último golo, e logo contra o SL Benfica. Já foi há quase dois anos
Fonte: http://bancadadeleao.blogspot.pt

Falta-lhe confiança e o facto de o último golo marcado oficialmente ter sido a oito de Fevereiro de 2015 é demonstração disso. Jefferson, se me estás a ler, quero um festejo entusiasmante como aquele no teu último golo oficial contra a equipa da Luz aos 87 minutos. Quero que o teu olhar volte a brilhar quando vestires a camisola verde e branca e que sintas que nós estamos cá para te apoiar Sempre! (Desde que obviamente te esforces para isso…)

Anúncio Publicitário

Força Jefferson, Força Sporting!

Foto de capa: Sporting Clube de Portugal