Foram já várias as críticas direcionadas para Jefferson, lateral esquerdo que há já alguns anos faz parte dos quadros do Sporting CP, na altura em que Leonardo Jardim assumiu o banco do conjunto leonino. E é desde esse momento que me proponho a analisar o seu percurso.

Jefferson, antes do seu ingresso para Alvalade, era um dos melhores laterais esquerdos do campeonato. Muitas eram as equipas que suspiravam pelos seus préstimos, e foi o Sporting CP que, numa altura delicada financeiramente, avançou para a sua aquisição. Nesse ano, realizou uma boa época, e no ano seguinte, no seu reencontro com Marco Silva, continuou o seu bom registo. Foi com a vinda de Jorge Jesus que o jogador deixou de ter tanta utilização, passando de titular para não convocado em muitos jogos. O ano passado, optou-se pelo seu empréstimo, e a verdade é que o brasileiro, de 30 anos, voltou a demonstrar que as suas qualidades não desapareceram, registando uma boa época ao serviço do SC Braga.

Importa então questionar o que, de facto, se passou com Jefferson. No meu entender, não foi apenas o seu rendimento desportivo que originou a sua ausência do onze leonino durante um longo período de tempo. Contudo, de certa forma, sempre achei que o jogador podia ser útil à equipa, visto ter tido durante anos anteriores demonstrado performances positivas.

Com esforço, Jefferson ainda pode vir a ser muito útil
Fonte: Sporting CP

Este ano, Jefferson permaneceu no plantel leonino, para alguma satisfação minha, contrariamente à opinião da esmagadora maioria da massa adepta leonina. Contudo, o lateral precisa de um avançado de referência na área para demonstrar aquilo em que verdadeiramente é bom: as suas subidas no corredor e os cruzamentos, ou não se lembram das várias assistências para Slimani? Para azar da equipa e também dele, Bas Dost lesionou-se, e Montero não é nem nunca será um cabeceador de excelência. Deste modo, Jefferson viu o seu jogo ser um pouco reduzido, uma vez que as suas maiores qualidades não seriam colocadas para proveito da equipa. Ainda assim, o jogador, esta época, em dez jogos, já realizou quatro assistências.

Para mim, o lateral esquerdo é um jogador que pode perfeitamente encaixar na filosofia de jogo que Keizer pretende implementar. Apresentar de haver muito jogo interior, os laterais são responsáveis por abrir o jogo e realizar cruzamentos para a área, ora não fosse Bas Dost um dos melhores cabeceadores do campeonato português.

Concluindo, e respondendo à pergunta do título, penso que Jefferson ainda pode dar um bom contributo ao Sporting CP. É certo que tem limitações defensivas, mas em termos ofensivos, é um jogador que, a ser bem aproveitado, pode ajudar a equipa a exibições positivas, com assistências e, quem sabe, golos, já que o seu remate de longa distância é também muito apreciado. Resta apenas perguntar: Jefferson vai renascer?

Foto de Capa: Sporting CP

Comentários