Está de volta ao Sporting CP um dos melhores laterais-direitos portugueses da última década. João Pereira, hoje com 36 anos, regressa a Alvalade para representar o atual líder do campeonato pela terceira vez na carreira. Sem o fulgor de outros tempos, o que terá o internacional português para oferecer aos Leões numa posição em que Pedro Porro é um titular indiscutível?

Trata-se, sem dúvida, de um regresso inesperado. Quando todas as atenções estavam centradas na contratação de Paulinho, o Sporting CP garantiu o regresso de um jogador que conhece a casa, bem como o atual treinador do clube de Alvalade, já que foram colegas de seleção. O ex-jogador do Trabzonspor foi mesmo classificado como “mete nojo” por Rúben Amorim, em tom de brincadeira, de modo a exemplificar a sua atitude aguerrida (de forma positiva) em campo.

Por outro lado, o macedónio Stefan Ristovski, que sempre esteve fora dos planos do timoneiro leonino, acabou vendido aos croatas do Dínamo de Zagreb. Rafael Camacho, que estava a atuar pela equipa B, foi emprestado ao Rio Ave FC, de modo a facilitar a vinda do brasileiro Matheus Reis.

João Pereira soma 149 jogos ao serviço do Sporting CP, com seis golos marcados. O seu único título de leão ao peito foi a Supertaça Cândido de Oliveira, em 2015, curiosamente frente ao SL Benfica, clube em que foi formado e se estreou como profissional, na já longínqua época 2003/04.

Anúncio Publicitário

Ao serviço dos turcos do Trabzonspor, para onde se transferiu em janeiro de 2017, João Pereira disputou 122 partidas, apontando três golos. Apesar da idade avançada, foi importantíssimo para a conquista da Taça da Turquia na última época, competição que o clube não vencia há dez anos. Tal como aconteceu no Sporting CP, foi sempre bastante acarinhado pelos adeptos.

O lateral, que apenas realizou nove jogos na presente temporada, aceitou o desafio proposto pela direção de Frederico Varandas: irá jogar até ao final da época e posteriormente fará parte da equipa técnica de Rúben Amorim. No dia 25 deste mês, completará 37 anos de idade – é mais velho que o próprio treinador – e será mais um jogador experiente que fará parte do eixo defensivo leonino, que já conta com ‘trintões’ como Adán, Coates, Feddal, Neto e Antunes.

É certo que pouco jogará no que resta da época, até porque os Leões neste momento já só disputam o campeonato, mas apresentar-se-á como uma opção viável e de baixo custo. Para além da parte técnica, traz garra e atitude para o balneário do jovem plantel do Sporting CP. Figura-se uma grande oportunidade para João Pereira terminar a carreira com chave de ouro…

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome