Quais os critérios para um jogador do Sporting representar a seleção?

    Costuma dizer-se que a sorte dá muito trabalho, mas muitas vezes também temos de ter a sorte de estar no lugar e momento certos. Seguindo essas máximas, os jogadores do Sporting Clube de Portugal têm de ter noção que, para poderem chegar à Selecção Nacional A de Portugal terão de tomar algumas decisões a muito curto prazo para poderem preencher determinados critérios. Ou pelo menos, enquanto o poder de decisão da Federação se mantiver o que lá está actualmente (que se mantém igual apesar da mudança de selecionador).

    Quem tem o poder de escolher os jogadores que devem representar a “equipa de todos nós”, que é de todos, mas não para todos, já deu a entender a quem esteja interessado, que para entrar na sua lista terão que cumprir alguns requisitos como:

    – Atletas que não sejam representados pelo superagente terão sempre menores hipóteses de serem selecionados. Eu entendo. Com certeza que é porque só os melhores pertencem à “carteira” do Jorge;

    – Atletas que pertençam aos quadros dos dois clubes com mais títulos portugueses em futebol ou em clubes estrangeiros estarão em vantagem para serem chamados a representar a equipa das quinas;

    – Não pertencendo aos quadros do Sporting Clube de Portugal será logo uma garantia de terem maiores possibilidades de serem selecionáveis.

    Todos estes pontos são corroborados pela última lista de convocados emitida pela Federação Portuguesa de Futebol uma vez que só isso justifica o facto de alguns atletas leoninos não pertencerem à mesma.

    Pedro Gonçalves Pote Vítor Tormena
    Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

    Pedro Gonçalves foi o jogador português com mais influência ofensiva no campeonato luso. Foi ainda o atleta com mais assistências para golo e o segundo melhor marcador retirando os pontas de lança da equação. Tudo isso de pouco serviu uma vez que foi preterido por um colega de profissão que em 22 jogos fez dois golos e zero assistências. Pouco importa. Joga no Sporting.

    Já Nuno Santos, aquele dos golos de “letra” e um dos laterais que mais e melhor cruza para a área (tem oito golos e seis assistências) foi esquecido enquanto se lembraram de alguém que joga num clube inglês que andou a lutar pela manutenção e que, em toda a época conseguiu fazer uma assistência. O jogador leonino teria ainda a vantagem de estar já ambientado ao modelo de jogo com três centrais, como aparentemente irá jogar preferencialmente a seleção portuguesa. De nada serve. Joga no Sporting.

    Nuno Santos Sporting
    Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

    Só ainda não entendi como é que Gonçalo Inácio conseguiu a proeza de integrar esta convocatória não cumprindo nenhum dos critérios acima enumerados. Das duas uma, ou é o “pagamento” por a federação ter jogado em “Alvalade” (apesar dos apupos a determinados jogadores), ou então Gonçalo já não é jogador do Sporting e ainda não nos disseram.

    Ou seja, a mensagem passada é: “Se queres representar a Selecção “A” Portuguesa de Futebol não podes pertencer aos quadros do Sporting Clube de Portugal.”

    Mas isto é mais um reflexo de como funciona a sociedade actual. Já não se consegue nada pelo mérito, mas pelas ligações interpessoais. De qualquer forma já fomos campeões europeus, pouco importa que estejamos a desperdiçar uma excelente geração de atletas para satisfazer os interesses de alguns que gravitam em torno do futebol.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    PUB

    spot_img

    Artigos Populares

    Nuno Almeida
    Nuno Almeidahttp://www.bolanarede.pt
    Nascido no seio de uma família adepta de um clube rival, criou ligação ao Sporting através de amigos. Ainda que de um meio rural, onde era muito difícil ver jogos ao vivo do clube de coração, e em tempos de menos pujança futebolística, a vontade de ser Sporting foi crescendo, passando a defender com garras e dentes o Sporting Clube de Portugal.