Anterior1 de 2Próximo

sporting cp cabeçalho 2

Passou mais uma jornada do campeonato português, na qual o Sporting conseguiu isolar-se no segundo lugar devido à sua vitória no Bessa e ao mau resultado de um dos seus adversários mais directos.

Posto isto, considerando que somos a equipa mais próxima do primeiro classificado, e sabendo do padrão utilizado por alguma comunicação social relacionada com alguns paineleiros, adivinhavam-se novas investidas para tentar desestabilizar a estrutura do nosso clube. Sem surpresa, surgiram novas denúncias de jogos da mala. Foi esta como poderia ser qualquer outra, até porque inventar não custa, e para lançar a confusão nem são precisas evidências ou provas. E depois tudo se esquece, e os autores não são chamados à responsabilidade sobre as declarações proferidas. Tudo passa pelos pingos da chuva.

O mais interessante é, mais uma vez, estas declarações terem surgido de adeptos/sócios e comentadores de um clube que não fala dos outros e que só reage aos ataques de que é alvo. Qual terá sido o ataque desta vez? Mas concentremo-nos no jogo da mala onde, ao que parece, o Sporting é o único Player, e já deve ter uma bela conta para pagar. Se o Sporting paga aos adversários de um dos clubes rivais, não deveriam os mesmos mostrar empenho em merecer o prémio? É que o que temos visto é esse clube rival a jogar sem grande oposição contra essas equipas supostamente pagas pelo clube de Alvalade. Parece tudo invertido, mas devo ser eu que tenho visto mal. São perspectivas.

Ainda sobre isto, li há uns dias que um clube adquiriu um jogador, não para jogar na sua equipa, mas para emprestar a outro clube. Isto sim é filantropia. “Já que o amigo não tem dinheiro para comprar jogadores, nós compramos para eles”. “Peace and Love”. O mais curioso é percebermos que esses dois clubes ainda há poucos dias se juntaram (não oficialmente) para atacar o presidente do Sporting. Não estarei aqui a ver um jogo da mala encapotado? Tenho direito de o dizer, não? E não tenho necessidade de o provar porque isso é coisa desnecessária hoje em dia, como se pode ver em vários programas “desportivos” das nossas TV’s.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários