Na Academia leonina existem algumas promessas que deixam os sportinguistas de água na boca, como são os casos de Joelson Fernandes e de Diogo Brás, sendo que estes dois extremos possuem uma elevada capacidade de decisão, drible e velocidade, o que lhes confere um estilo de jogo muito atrativo. Contudo, existe outro jogador mais subvalorizado e que possui uma enorme qualidade, principalmente pela sua capacidade de decisão e velocidade, de seu nome Jovane Cabral.

Nascido em Cabo Verde, transferiu-se para o Sporting na época 2014/2015 e desde cedo começou a dar nas vistas na formação leonina, com exibições de encher o olho e sendo ele um extremo veloz, conseguiu sempre um papel de destaque até chegar à equipa principal.

Porém, a sua inclusão e consolidação no onze inicial da equipa principal tem se vindo a adiar. O jogador tem feito exibições intermitentes, sendo que num jogo consegue sair do banco e resolver jogos, como também consegue ser titular e ser um deserto de ideias em campo, acabando por ser substituído sem mostrar todo o seu potencial.

Já mostrou a espaços do que é capaz, mas falta regularidade a Jovane para que ganhe mais preponderância na equipa
Fonte: Sporting CP

Verdade seja dita, desde Jorge Jesus que nunca mais houve um treinador que acreditasse nele e que o trabalhasse para ser titular. Apesar disso, esta também é uma má fase do clube leonino, onde só os resultados importam e mesmo que um jogador da formação mostre serviço em um ou outro jogo, basta ter dois jogos maus e começa logo a deixar de ser aposta.

Tal facto só prejudica o jogador e impede o seu desenvolvimento, porque só a jogar – com muito treino à mistura, mas nisso Jovane é um jogador exemplar – é que o jogador nascido em Cabo Verde conseguirá a tão esperada estabilidade exibicional. A melhor forma para alcançar essa estabilidade penso que passaria por um empréstimo a uma equipa da primeira liga, ou então numa liga mais exigente, como a alemã.

Jovane é um jogador que está numa fase muito delicada da carreira e com o encerramento da equipa B do Sporting, terá poucas oportunidades para mostrar todas as suas capacidades e todo o seu potencial. Mas os treinadores terão que acreditar nele a sério e ter em conta que a sua consolidação levará tempo, paciência e trabalho. Se o jogador for trabalhador, certamente que será melhor ainda que Gelson Martins.

Foto de Capa: Sporting CP

Revisto por: Jorge Neves

Comentários