Fernando Peyroteo, a máquina de fazer golos! Peyroteo foi o melhor marcador de sempre do futebol português, com 706 golos em 435 jogos. Se contarmos apenas com jogos oficiais, o goleador leonino somou 543 golos em 343 jogos.

O maior goleador de sempre, Fernando Peyroteo, iniciou a sua carreira em Angola, onde representou o Atlético Moçâmedes, o Académico Sá da Bandeira, até chegar ao Sporting de Luanda. Transferiu-se para o Sporting a troco de quinhentos escudos, com um vencimento de setecentos.

O “stradivarius” dos “Cinco Violinos”, chega ao Sporting na época de 1937/1938, durante doze temporadas vestiu de leão ao peito. Nesse período venceu um Campeonato de Portugal, cinco Campeonatos Nacionais, oito Campeonatos de Lisboa e uma Taça do Império, sendo um dos jogadores mais titulados da história do Sporting.

Com a camisola verde e branca, Peyroteo marcou 706 golos em 435 jogos, sendo o melhor marcador do Campeonato Nacional por seis vezes, estabelecendo um recorde de 43 golos em dezanove jogos, que só seria batido em 1974 por Yazalde que marcou 46 golos mas em 29 jogos. Em competições oficiais, Peyroteo deixou vários recordes, num só jogo marcou nove golos ao Leça e oito ao Boavista, conseguindo ainda marcar seis golos numa única partida por quatro vezes, cinco por nove vezes, quatro por dezoito vezes e três por 41 vezes, apenas em competições oficiais.

Anúncio Publicitário
Peyroteo é uma das maiores referências dos leões
Fonte: Cortina Verde

Outro facto na sua carreira foi ter sido o primeiro jogador a marcar um golo no Estádio Nacional, ao inaugurar o marcador no jogo em que o Sporting derrotou o Benfica por 3-2 com dois golos seus, conquistando a Taça Império.

O eterno número nove dos leões, representou a seleção nacional por vinte ocasiões, tendo também deixado a sua marca, com quinze golos apontados. Além de atleta, foi ainda selecionador nacional, onde orientou a equipa das “quinas” em dois jogos.

No dia 25 de Setembro de 1949, os sportinguistas despediram-se de uma lenda, Fernando Peyroteo retira-se dos relvados. Na sua despedida, conquista a Taça de Preparação, ao vencer o Atlético de Madrid por 2-1.

Uma carreira de títulos, vitórias e golos! O “stradivarius” apoiado por Jesus Correia, Vasques, Travassos e Albano, os “Cinco Violinos”.

Para sempre, ficará na história do desporto nacional, o maior goleador de sempre. Na história do Sporting Clube de Portugal ficarão sempre os golos, as vitórias e os títulos que conquistou de leão ao peito. Para sempre será o sócio número nove do Sporting Clube de Portugal, Fernando Peyroteo.

Foto de Capa: Sporting Com Filtro

artigo revisto por: Ana Ferreira