Luís Filipe Caeiro Madeira Figo, nascido em 1972, foi um dos melhores jogadores de sempre do futebol português. Foi descoberto pelo senhor Aurélio Pereira quando alinhava no Pastilhas FC, tendo chegado ao Sporting, com apenas treze anos.

Luís Figo vestiu de verde e branco durante doze épocas, sendo considerado o melhor do mundo alguns anos mais tarde, mais um “Made in Sporting”. Com a camisola do Sporting Clube de Portugal, ao serviço da equipa principal, realizou 158 jogos e marcou 23 golos. Viveu a sua tarde de sonho, aos dezassete anos, na época 89/90 quando se estreou na equipa sénior do Sporting, numa vitória por 1-0, diante do Marítimo.

O internacional português Luís Figo fez parte de grandes equipas no Sporting Clube de Portugal, onde foi colega de nomes como Ricardo Sá Pinto, Balakov, Iordanov, Paulo Sousa, Oceano, Carlos Xavier, Jorge Cadete, entre tantos outros. Ao serviço do clube de Alvalade venceu uma Taça de Portugal, frente ao Marítimo por 2-0 na final do Jamor. No último jogo da sua carreira com a camisola do Sporting, bem como Balakov, despediu-se com a conquista da Taça de Portugal, com dois golos de Iordanov.

Luís Figo é um dos dois Bolas de Ouro formados em Alvalade
Fonte: Forum SCP

O extremo formado na cantera de Alvalade rumava ao FC Barcelona, onde chegou a ser capitão de equipa. Ao serviço dos “blaugrana” realizou 249 jogos e marcou 45 golos. Com a camisola catalã venceu uma Taça das Taças, uma Supertaça Europeia, duas Taças do Rei e foi duas vezes campeão espanhol. Até que protagonizou uma das transferências mais polémica da época de 2000/2001, rumando ao eterno rival, Real Madrid.

Anúncio Publicitário

Luís Figo chega a Madrid, para vestir a camisola dez, sendo um dos galáticos. No Real Madrid, o português viria a vencer dois campeonatos, uma Liga dos Campeões, uma Supertaça de Espanha, uma Supertaça Europeia e uma Taça Intercontinental. Viria a perder espaço no clube da capital espanhola e rumou ao futebol italiano, para servir o Inter de Milão. Em Itália, voltaria a comprovar a sua qualidade e experiência, vestindo a camisola número sete por 140 ocasiões e marcou onze golos. No Giuseppe Meazza, voltou a viver uma aventura muito feliz, onde foi tetracampeão, venceu uma Taça de Itália e três Supertaças. Retirou-se dos relvados dia 31 de Maio de 2009, numa vitória do Inter de Milão diante da Atalanta por 4-3.

Luís Figo marcou a história do futebol português, foi um dos mais internacionais de sempre, com 127 jogos e 32 golos. Capitão da seleção portuguesa, uma figura incontornável do desporto nacional, vencedor do Campeonato do Mundo de Juniores em 1991 e finalista do Euro 2004. O extremo formado em Alvalade participou em cinco fases finais de grandes competições e será sempre recordado como um dos melhores sempre do futebol português. Para sempre, ficará na memória dos sportinguistas e dos adeptos de futebol, a sua qualidade técnica, a sua meia distância, os dribles, as assistências, os golos, a atitude e entrega em campo. Luís Figo será sempre recordado como o Melhor Jogador do Mundo FIFA 2001.

Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal