Peter Schmeichel era o gigante guarda-redes, um dos melhores da sua geração e que marcou a história do Sporting. O guardião dinamarquês serviu o Sporting Clube de Portugal durante duas temporadas.

Schmeichel tinha um estilo pouco ortodoxo, por vezes até louco, mas era capaz de fazer as mais impossíveis e importantes defesas. Foi assim, na final da Liga dos Campeões que venceu ao serviço do Manchester United, decorria a época 98/99 frente ao favorito Bayern. Recordar Schmeichel, é também recordar o título 99/00 e o seu pontapé de bicicleta diante do Salgueiros, na derradeira jornada.

O jovem Peter deu os seus primeiros passos no futebol, na Dinamarca, tendo feito a formação no clube local, o Gladsaxe-Hero. Na equipa principal esteve três temporadas, demonstrando o seu valor e talento. As boas exibições valeram-lhe a transferência para o Hvidovre, ainda assim um clube modesto para o que viria a ser a carreira de Schmeichel. Após três épocas, o guarda-redes dava o salto para a elite do futebol dinamarquês, o Brondby era o destino, onde venceu quatro campeonatos e uma Taça da Dinamarca.

Peter Schmeichel rumou depois ao futebol inglês, onde escreveu uma história de títulos e vitórias. Aos 28 anos, ingressou no Manchester United, clube que representou durante oito temporadas. Sob a liderança de Alex Fergunson, dividindo o balneário com craques como Roy Kean, David Beckham, Andy Cole, Dwight Yorke, Ryan Giggs, Paul Scholes, os irmãos Neville, entre tantos outros. Em Old Tradford conquistou cinco campeonatos, uma Taça da Liga, três Taças de Inglaterra, quatro Supertaças, uma Supertaça Europeia e uma Liga dos Campeões. Um registo histórico, tendo disputado 398 jogos e marcado um golo pelo United.

Schmeichel campeão português ao serviço do Sporting
Fonte FORUM SCP

Schmeichel chegou a Portugal no verão de 1999, para vestir de leão ao peito. Peter viria a escrever mais uma página dourada da sua carreira, com defesas, vitórias e títulos. Sob a liderança de Augusto Inácio, numa equipa onde brilhavam nomes como Beto, Acosta, Duscher, Pedro Barbosa, André Cruz, entre tantos talentos. Com o contributo de Peter Schmeichel, o Sporting quebrou o jejum de 18 anos e venceu o título nacional. Durante as duas temporadas, vestiu a camisola dos leões em 70 jogos e venceu além do campeonato, uma Supertaça.

Anúncio Publicitário

O gigante dinamarquês viria a jogar ainda mais duas temporadas, novamente em Inglaterra, na Premier League, ao serviço do Aston Villa e do Manchester City. Tendo-se retirado já próximo dos 40 anos, depois de uma carreira longa onde brilhou ao mais alto nível.

Schmeichel é um dos heróis do futebol dinamarquês, quando em 1992 conquistou o Campeonato Europeu. Na realidade, a Dinamarca não se tinha qualificado para o Euro, tendo ocupado a vaga da Jugoslávia que estava em guerra e viu a sua seleção suspensa pela UEFA. O Euro 1992, tem ainda a curiosidade de ter sido o primeiro torneio em que a Alemanha participou após a queda do Muro de Berlim. A Dinamarca foi o surpreendente “outsider”, no Euro disputado na Suécia, tendo ultrapassado a França e Inglaaterra na fase de grupos. Posteriormente, nas fases a eliminar venceram a Holanda e na final, a favorita Alemanha, por 2-0. O maior feito do futebol dinamarquês e que teve como um dos protagonistas, Schmeichel. O guardião serviu o seu país em 129 jogos e marcou um golo, tendo sido inclusivamente capitão de equipa. Participou em quatro fases finais de campeonatos da Europa e ainda no Mundial França 98.

Schmeichel foi uma figura marcante do futebol mundial da década de 90, um dos heróis dinamarqueses. No Sporting foi fundamental para a conquista do título nacional 99/00, um verdadeiro leão. Ficarão para sempre na memória, as defesas, o estilo e a personalidade de um grande guarda-redes, que serviu o Sporting com Esforço, Dedicação, Devoção e atingiu a Glória.

Foto de Capa: Forum Sporting