sporting cp cabeçalho 2

A Liga BBVA, ou Liga Espanhola para os comuns dos mortais, sempre foi vista como uma das melhores ligas europeias. Mas será mesmo assim? Terá também contras?

  • Prós:

– É uma das ligas dos milhões: Leva sete equipas aos lugares europeus, tendo quatro acesso à Liga dos Campeões (três diretamente para a fase de grupos e uma por qualificação) e três à Liga Europa (duas para a fase de grupos e uma por qualificação);

– Existem grandes clubes a disputar a liga: Sem contar com os eternos Real Madrid e Barcelona, têm ainda Atlético de Madrid, Valência – que não está na sua melhor forma, mas que considero uma grande equipa-, Sevilha e, até o Villarreal, que está a fazer uma campanha muito boa;

– Qualidade dos jogadores: Há jogadores com grande qualidade tática e técnica, que acabam por ir para os melhores clubes, inclusive portugueses, como Carriço ou Tiago.

Anúncio Publicitário
O antigo capitão do Sporting é um exemplo de sucesso dos jogadores portugueses na Liga BBVA Fonte: Sevilha FC
O antigo capitão do Sporting é um exemplo de sucesso dos jogadores portugueses na Liga BBVA
Fonte: Sevilha FC
  • Contras:

– É uma liga de desajustes: Tal como há equipas muito boas, acabam por haver equipas piores. Isto leva a que hajam resultados tão descompensados como 9-0, 7-1 (resultado de um Celta de Vigo- Real Madrid), o que acaba por mostrar as desigualdades de equipas muito boas e também com muito dinheiro (a época que o Valência está a fazer, neste caso, é uma exceção) e de outras que fazem o seu campeonato de forma modesta. Acaba sempre por se perguntar: Achas que este ano ganha o Barcelona ou o Real Madrid?

– Por outro lado, é uma liga de milhões também nas bancadas: quantas vezes a câmara estava apontada para um jogador que ia bater um canto e viam-se asiáticos nos lugares mais juntos ao relvado (e que não se dão três tostões por eles)? Tive a oportunidade de assistir, há uns anos, a um jogo entre o Barcelona e o Málaga, em Camp Nou e acaba por ser o oposto de um Sporting-Moreirense. Ali, não há adeptos, quase não têm afición e isto porque o jogo acabou por ser um produto de demanda turística, sem qualquer gosto por ir ao estádio. Tal como estava lá uma portuguesa, estavam também chilenos, asiáticos, alemães… e creio que não têm lugar cativo.

Acho que poucos clubes em Espanha sentem o jogo como nós, em Portugal. Não há quem vibre a sério pela equipa, que leve todos os seus apetrechos jogo após jogo. Apesar de ser um estádio cheio, é frio em emoção e amor ao clube. E é isso que me faz pensar duas vezes em relação a ser a melhor liga europeia. O estádio acaba por ser um ponto turístico e não um lugar quase de culto a algo. Apenas na segunda liga e, principalmente em clubes asturianos é que se sente mais o futebol, com a emoção que se vê por cá.

Por isto, se me perguntassem se preferiria ter um lugar cativo em Portugal ou em Espanha, eu escolheria em Portugal e, obviamente, no Sporting. Cá vive-se o futebol de forma tão fantástica que eu abdicava de muito só para os ver jogar. Por isso, que me jogue sempre o William, o Adrien e o João Mário e todos os outros leões! Enquanto tivermos a qualidade dos nossos jogadores aliada à forma tão única, tão portuguesa de viver o futebol, irei cá estar para os apoiar.

Foto de Capa: Alvaro Isidoro / Flickr