Com o final da temporada eis que se aquecem os rumores sobre as entradas e saídas dos diferentes clubes nacionais e internacionais. Um dos nomes que tem sido associado aos Leões é o médio ofensivo internacional ucraniano Ruslan Malinovskyi (chamada de primeira página do jornal A Bola, dia 24 de maio). Trata-se de um jogador que atua no KRC Genk da Bélgica, atual campeão nacional neste país, sendo uma das revelações do campeonato belga. Pelo que se tem vindo a falar, Ruslan Malinovski está colocado como “número um” para render Bruno Fernandes. É perante este cenário da saída do internacional português que têm crescido rumores acerca do seu futuro substituto. Malinovskyi é apenas um deles. Mas há outros. Tem aparecido também na imprensa nacional Matheus Uribe como substituto do internacional português, jogador que atua no Club America do México.

Apesar do internacional ucraniano estar no radar dos Leões, o que é facto é que isso não chega para que os responsáveis leoninos levem de vencida a concorrência para consumar em definitivo a transferência. É que, segundo o jornal Record, o jogador tem despertado interesse em vários clubes com outros argumentos financeiros, nomeadamente o Arsenal e o Nápoles, estando mesmo o clube italiano a preparar uma proposta pelo médio no valor de 15M€, complicando-se a vida para os leões neste cenário de avanço da equipa napolitana. De referir que o valor de mercado do jogador do Genk é de 10M€.

A entrada de um médio ofensivo é indissociável da saída (ou não) de Bruno Fernandes. E, neste capítulo, a Sporting SAD não abdica de vender o leão da Maia por um valor inferior a 70M€. Os que estão prontos para “fazer loucuras” por Bruno Fernandes são, tal como já sabemos, os ingleses do Manchester City e do Manchester United. Enquanto esta situação de Bruno Fernandes não se resolver, o Sporting não “atacará” o mercado de forma lúcida e clara. O clube de Alvalade tem que resolver, em primeiro lugar, a situação de Bruno Fernandes para depois com calma e clareza, partir para o mercado de forma mais incisiva. Até que isso aconteça, o que existe de momento são “cenários” e pouco mais do que isso.

O futuro imediato do médio leonino promete continuar a fazer correr muita tinta
Fonte: Sporting CP

Para baralhar mais as coisas relativamente ao futuro de Bruno Fernandes, na entrevista ao jornal Record, Marcel Keizer disse de forma perentória: “Se fosse treinador de um clube rico dizia: ‘por favor comprem o Bruno Fernandes”. Mas o treinador holandês conhece a diferença entre o que é do domínio dos sonhos e da realidade. E esta última é bem clara: dificilmente Bruno Fernandes continuará de Leão ao peito na próxima temporada.

Os colegas, na ressaca da final da Taça de Portugal, multiplicaram-se em elogios e, sobretudo, pedidos a Bruno Fernandes para que este fique em Alvalade. Gudelj foi um deles, referindo o sérvio que iria falar com o internacional português para ficar em Alvalade. Além do facto do Sporting necessitar de dinheiro e de Bruno Fernandes não recusar uma proposta de sonho, o internacional português também ainda não afirmou claramente a sua intenção de sair de Alvalade. Aliás, se recordarmos as suas palavras depois da final da Taça de Portugal, ficamos todos com mais dúvidas ainda sobre o seu futuro: “Sei que há interesse, mas daí a chegar a acordo há uma grande distância” ou ainda notícia do jornal A Bola que, na sua edição online de 24 de maio, destacava as declarações de Bruno Fernandes: “Não consegui ser campeão ainda, não tenho porque sair”.

Voltemos a Malinovskyi. Seja ele ou outro, terá que dar muito à perna para substituir Bruno Fernandes. Mas não há insubstituíveis no Sporting Clube de Portugal. Se o internacional português sair, o que chegar terá um longo trajeto pela frente. Mas haja esforço, dedicação, devoção e glória e tudo se conseguirá!

Foto de Capa: KRC Genk

Comentários