Matheus Nunes chegou ao Sporting Clube de Portugal proveniente do Estoril-Praia, na época 2018/2019, num negócio a rondar o meio milhão, por 50% do passe.

Na presente época, o clube de Alvalade fez o que se impunha, adquiriu mais 40% do passe do centro-campista, tendo assim 90%. O médio luso-brasileiro renovou o seu contrato com o clube, até 2025, com uma cláusula de rescisão de 60 milhões. Sendo que é um jogador importante no plantel às ordens de Ruben Amorim e que já tem um valor de mercado fixado nos cinco milhões.

Matheus Nunes fez a sua formação ao serviço do Grupo Desportivo União Ericeirense, clube da Associação de Futebol de Lisboa, no qual também se estreou no futebol sénior durante a época 2016/17. Posteriormente, rumou ao Estoril-Praia, onde esteve apenas seis meses e somou 20 jogos, divididos entre a equipa principal e a equipa sub-23. O jovem deu nas vistas em Alvalade, num jogo que opôs leões e o Estoril-Praia, a contar para a Taça da Liga.

No Sporting CP, Matheus representou os sub-23 na Liga Revelação, em 40 jogos, nos quais apontou três golos. Este período em Alcochete, fez com que o jogador evoluísse e se adaptasse plenamente ao clube. Com a chegada de Ruben Amorim, o médio cumpriu o sonho de chegar à esquipa principal, sendo o primeiro jovem a ser aposta do treinador leonino.

Anúncio Publicitário
Matheus Nunes é preponderante na manobra defensiva e ofensiva de Rúben Amorim
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Na presente época, tem sido um jogador importante e utilizado com regularidade. Matheus soma até ao momento, 26 jogos, dois golos e duas assistências. Com destaque para o golo da vitória, que apontou diante o Benfica, no dérbi eterno. É um jogador versátil que pode alinhar como “oito” e como médio defensivo e que se destaca, pela sua agressividade, intensidade, qualidade de passe, pela capacidade de equilibrar a equipa no processo defensivo, com chegada a zonas de finalização e boa meia distância.

Matheus Nunes é claramente, um grande ativo do Sporting CP, um jovem com enorme margem de progressão e que se poderá continuar a valorizar. Assim, a SAD deverá ter como prioridade adquirir os restantes 10% do passe do médio leonino. O número “oito” dos leões será, sem dúvida, um talento que dará que falar.

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome