Filho de um craque campeão do mundo, Mattheus de Andrade Gama Oliveira fez toda a sua formação no CR Flamengo. Nove anos no Mengão, estreou-se pela equipa de seniores em 2012, época onde jogou 12 jogos pelo escalão principal. Com 17 anos somou 355 minutos nos seniores e teve a oportunidade de partilhar balneário com Ronaldinho Gaúcho, Liedson e Vágner Love. Na temporada seguinte treinava com a equipa sénior e jogava pelos juniores, voltando a integrar a equipa principal em 2014, realizando 8 jogos.

Mattheus Oliveira ficou conhecido desde cedo. O seu pai, Bebeto, craque brasileiro, apontou um dos golos da vitória frente à Holanda nos quartos-de-final do mundial de 1994. A celebração do golo em movimento de embalar um bebé dedicado ao filho deixou uma marca de popularidade.

A sua chegada a Portugal acontece num empréstimo de dois anos ao GD Estoril-Praia. Em 2014/2015 chega com 20 anos à equipa da Linha, orientada primeiro por José Couceiro e depois por Fabiano Soares, onde jogou 4 jogos. Na temporada seguinte somou 26 jogos pelos canarinhos, apontando 4 golos, acabando por ficar a título definitivo na equipa portuguesa, a custo zero. Em 2016/2017 destaca-se, realizando 32 jogos, praticamente todos a titular, apontando 2 golos. Despertou a atenção do Sporting CP, clube que o contratou num negócio a rondar com os dois milhões de euros. Com 22 anos, o brasileiro tinha chegado a um grande português.

Integrou o plantel da turma comandada por Jorge Jesus, mas a falta de espaço fez com que fosse emprestado a meio da época ao Vitória SC, onde fez 14 jogos. Na temporada seguinte também não conseguiu encontrar o seu espaço e acabou novamente por rumar à cidade do berço. Nessa época fez 27 jogos e apontou 4 golos.

Fonte: Sporting CP
Anúncio Publicitário

Na presente época ficou em Alvalade. Com 25 anos não somou qualquer minuto pela equipa dos Leões, não sendo hipótese sequer para Marcel Keizer, Leonel Pontes ou Jorge Silas. A primeira convocatória do médio brasileiro foi no último jogo, curiosamente frente à equipa que representou nas últimas duas temporadas, o Vitória SC. Não jogou, mas estar no leque de hipóteses foi uma novidade. Rúben Amorim foi questionado sobre a chamada de Mattheus, ao qual respondeu “com trabalho tudo é possível no Sporting”.

Conseguirá o filho de Bebeto ser uma opção válida para Rúben Amorim? Tendo em conta que esta reta final com campeonato está a ser utilizada como uma espécie de preparação para a próxima, será o médio capaz de mostrar a sua qualidade e assegurar um lugar na próxima temporada?

Foto de Capa: Sporting CP

Comentários