O craque Jérémy Mathieu contraiu no treino da passada terça-feira uma lesão grave no joelho esquerdo. A gravidade da lesão ditou o fim de carreira de um dos melhores defesas-centrais da história do Sporting Clube de Portugal, uma verdadeira lenda.

O defesa-central francês fez a sua formação no FC Sochaux, passando posteriormente pelo Toulouse FC. As boas exibições valeram-lhe uma transferência para os espanhóis do Valência CF, clube que representou durante cinco temporadas, tendo disputado 177 jogos e marcado sete golos. Na época 2014/2015 ruma ao FC Barcelona a troco de 20 M€. Nos blaugrana venceu uma Liga dos Campeões, uma Supertaça Europeia, duas Ligas Espanholas e três Taças do Rei. Passadas três temporadas no clube catalão, rumou ao Sporting CP para continuar a demonstrar a sua qualidade no futebol português.

O leão Mathieu chegou ao Sporting Clube de Portugal na temporada 2017/2018, tornando-se preponderante e um indiscutível titular. Ao longo de três temporadas, vestiu-se de leão ao peito em 106 jogos e apontou nove golos. Neste seu trajeto em Alvalade, Mathieu conquistou uma Taça de Portugal e duas Taças da Liga.

Anúncio Publicitário

Recordar a passagem de Mathieu pelo Sporting CP, leva-nos ao dia 25 de Maio de 2019, à final da Taça de Portugal diante o FC Porto. Os leões venceram 5-4 nas grandes penalidades, após um empate a dois golos no prolongamento. Nesta partida, monsieur Mathieu rubricou uma das melhores exibições de leão ao peito, sendo indiscutivelmente um dos melhores em campo. O internacional francês celebrava então, o seu terceiro título pelo Sporting, aos 35 anos.

O Sporting CP e o futebol português ficam mais pobres, o melhor defesa-central do campeonato retira-se aos 36 anos. Sendo que, além de ser um defesa-central muito veloz, forte nos duelos, com uma qualidade de passe muito acima da média e que fazia sprints de um lado ao outro do campo, era ainda exímio nas bolas paradas. No entanto, Jérémy Mathieu com toda a sua experiência, era fundamental no banlneário, sobretudo pela forma como integrava os jogadores formados na Academia Alcochete.

Mathieu encerra assim uma carreira de 20 anos, coroada com 13 títulos – uma Liga dos Campeões, uma Supertaça Europeia, um Campeonato do Mundo de Clubes, uma Taça de Portugal, duas Taças da Liga, duas La Liga, três Taças do Rey, uma Supertaça de Espanha e uma Taça da Liga Francesa. Brilhou em França, Espanha e Portugal, sempre ao mais alto nível, sendo internacional francês por cinco ocasiões.

Espera-se que Mathieu tenha no futuro a merecida homenagem e despedida, no relvado de Alvalade, perante a família sportinguista.

Jérémy Mathieu será sempre recordado pelos Sportinguistas, como uma verdadeira lenda que vestiu a listada verde e branca. Ao longo de três épocas, foi sempre um exemplo, de profissionalismo, de garra, de qualidade e talento. Um leão que honrou o Sporting CP, com Esforço, Dedicação e Devoção, conduzindo à Glória da conquista de três troféus.

Merci, Monsieur Jérémy Mathieu.

Artigo revisto por Inês Vieira Brandão

Comentários