sporting cp cabeçalho 2

Esta paragem no campeonato para compromissos da Selecção Nacional cai que nem ginjas no plantel principal do Sporting Clube de Portugal.

Após um jogo menos conseguido na última jornada para o campeonato nacional contra o Sporting de Braga e que deixou marcas quer no plantel, quer na estrutura, este é o momento certo para parar e recuperar para voltar à luta pela vitória do título de campeão nacional.

É tempo de recuperar da onda de lesões que assola o plantel, é tempo de Jorge Jesus parar e pensar a táctica e a estratégia que pretende para a sua equipa, é tempo de recuperar psicologicamente o plantel e torná-lo mais forte, é tempo de repensar a estratégia de comunicação do futebol, é tempo de repensar a postura que queremos que a estrutura do Sporting Clube de Portugal tenha no futebol português.

Jorge Jesus começa a ser ponderado e racional na sua comunicação (que não deixa de ser “engrassada”), mas não está a ser seguido pela estrutura leonina. De nada adianta criar este clima de suspeição e de constantes ataques contra o mundo. A melhor estratégia é passar ao lado de “certas e determinadas situações”… “não sei se me estão a entender”.

Jorge Jesus tem agora 10 dias para recuperar a equipa e aumentar os níveis de confiança do plantel. Está na altura de nos prepararmos para a guerra do campeonato Fonte: Sporting Clube de Portugal
Jorge Jesus tem agora dez dias para recuperar a equipa e aumentar os níveis de confiança do plantel. Está na altura de nos prepararmos para a guerra do campeonato
Fonte: Sporting Clube de Portugal

Também me preocupa a onda de lesões que está a assolar a equipa… os jogadores parecem “tordos a cair” e o corpo não parece reagir à vontade do atleta. A repetição do onze que jogou contra a Juventus no jogo, contra o Sporting de Braga parecia a “noite e o dia”. Após uma enorme exibição contra a toda-poderosa Juventus, no jogo contra o clube minhoto era incrível como o poderio físico dos jogadores não acompanhava a vontade dos mesmos em ganhar.

Também tem de se pensar em defender os activos do Sporting. É tempo de pensar o que se quer fazer com jogadores do plantel principal que parece que se eclipsaram das convocatórias e de preservar alguns jogadores “menos amados” do plantel verde-e-branco. A entrada de Alan Ruiz, um jogador que está com alguma falta de confiança e com a crítica da massa adepta leonina, num jogo que estava com uma enorme pressão, tinha tudo para correr mal. Felizmente o argentino foi o “salvador” do pontinho.

Agora é aproveitar esta paragem, reunir as tropas, limpar as armas, afinar a pontaria e partir para a guerra!

Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal

Comentários