Para a presente temporada, a equipa leonina tem como opções para a posição mais adiantada no terreno de jogo: Bas Dost (o melhor marcador da equipa na temporada anterior); Montero (avioncito continua a ser um jogador querido para os/as adeptos/as); e ainda Castaignos (um jogador que continua sem se conseguir impor na equipa).

Ao que tudo indica, será entre Bas Dost e Montero que o timoneiro leonino irá optar para ocupar a posição mais avançada na equipa. Em condições normais, o goleador holandês parece levar vantagem sobre o colombiano, sobretudo pela eficácia na finalização.

Depois de rescindir e regressar ao Sporting Clube de Portugal, o holandês “chegou” e (re)conquistou a titularidade logo na primeira jornada. Com dois golos marcados no arranque da temporada, perspetivava-se um bom regresso ao clube. No entanto, na segunda jornada contraiu uma lesão que o obrigou a estar afastado dos relvados durante dois meses. Para fazer face a esta ausência, o ex treinador dos leões José Peseiro optou por lançar Fredy Montero às “feras”. Durante a ausência do holandês, “Avioncito” faturou por três ocasiões.

É evidente que existem diferenças entre os dois atacantes, um com características específicas para jogar na área, outro mais móvel e evoluído tecnicamente. É também normal que um jogador que se fixa na área tenha mais possibilidades de faturar, comparativamente com o que procura terrenos mais recuados para ter um papel ativo nas ligações no último terço do terreno.

Será possível ver a dupla Montero – Bas Dost?!
Fonte: Sporting CP

O melhor marcador da temporada anterior regressou aos relvados no jogo contra o Boavista, entrando para o lugar de Montero no decorrer da segunda parte. No jogo da Taça da Liga contra o Estoril, que ditou uma derrota para a equipa verde e branca, José Peseiro deu a titularidade ao holandês em detrimento do colombiano.

Pessoalmente, sou um admirador dos dois jogadores em questão. Por serem jogadores diferentes, o que se exige a um não se pode exigir ao outro. Bas Dost não tem capacidade física para recuar no terreno e pegar no jogo, tal como Montero não tem a estatura física para jogar dentro da área entre dois centrais adversários.

Na minha perspetiva, Bas Dost em perfeitas condições é sempre o titular na posição mais avançada na equipa verde e branca. No entanto, considero que em alguns jogos, era interessante ver Montero atrás do holandês, sobretudo quando a equipa procura inverter um resultado menos positivo. Dotado de uma qualidade técnica acima da média, e com uma boa leitura do jogo, “Avioncito” poderia colocar Bas Dost em perfeitas condições para visar a baliza adversária.

Força Sporting Clube de Portugal!

 

 

Foto de Capa: Sporting CP

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários