Sebástian Coates. Rúben Semedo. Paulo Oliveira. Douglas. Quatro defesas centrais que Jorge Jesus tem à sua disposição para colocar na zona mais recuada do terreno. No entanto, é difícil perceber qual a dupla que serve melhor as opções do treinador neste defeso. Apesar de ter melhorado com as suas escolhas (Jesus chegou a testar pelo menos dez duplas de centrais na época passada), continuam a deixar algumas dúvidas na cabeça tanto do treinador como dos adeptos.

Pessoalmente, sempre me agradou ver Paulo Oliveira na defesa. Para além da sua envergadura (1,87m), o jogador sempre deu bastante segurança tanto a Rui Patrício como aos seus companheiros do meio-campo, como demonstrou recentemente no jogo frente ao Famalicão. No entanto, face à época estrondosa que fez no ano passado, não merecia ter tão poucas oportunidades nesta temporada. Principalmente porque Ruben Semedo ainda é bastante jovem e tem cometido alguns erros, apesar do seu potencial. Douglas, que jogou com Paulo Oliveira na Taça de Portugal, não mostrou capacidades suficientes para merecer um lugar sem discussão na equipa inicial do Sporting. Parece-me mais ser uma opção caso algo de errado se passe com um dos outros três jogadores.

Paulo Oliveira demonstrou sempre qualidade quando chamado a jogo Fonte: Sporting CP
Paulo Oliveira demonstrou sempre qualidade quando chamado a jogo
Fonte: Sporting CP

Em relação à dupla Coates e Semedo, uma coisa é inegável: eles, de facto, combinam, muito bem na defesa sportinguista. A experiência do uruguaio coaduna-se perfeitamente com a vertente mais arrojada do sub-21 português. No entanto, creio que esta vontade de arriscar de Ruben Semedo lhe traz alguns problemas, principalmente em jogos de vertente internacional. Geralmente, é nos jogos da Liga dos Campeões que o jovem português acaba por quebrar mais, cometendo erros que Coates nem sempre é capaz de colmatar.

Apesar de concordar que Ruben Semedo necessita de experiência, creio que dar oportunidade a Paulo Oliveira seria também bastante oportuno. Nunca se sabe (e espero que isto não aconteça) se os jogadores estarão sempre bem fisicamente para encarar os jogos e necessitamos de um jogador de qualidade e com ritmo de jogo para colmatar a falta de um dos dois. Trocaria Semedo por Oliveira apenas porque acredito que este é melhor na antecipação de jogadas e comete menos erros sob pressão, coisas que o jovem luso-caboverdiano ainda não domina na perfeição.

Assim, a dupla ideal seria mesmo Coates e Paulo Oliveira como base e Ruben Semedo a entrar em alguns jogos para ganhar consistência e potenciar o seu trabalho, aprendendo que não tem espaço para erros. A defesa leonina acabava por também ficar mais segura, sendo que o antigo central do Vitória de Guimarães tem a confiança dos restantes colegas.

Anúncio Publicitário

Foto de capa: Sporting Clube de Portugal