Dia 1 de Julho é sinal de dia de aniversário do Sporting CP, que desde 1906 vai crescendo em idade e história. Com mais de um século de vida, o clube verde e branco festejou 113 anos de história.

Foram já várias as formas em que tal data foi comemorada pelos adeptos do clube. Aquando da presidência de Bruno de Carvalho, foi prática recorrente a realização da Gala Honoris, um evento que espalhava glamour leonino pelas passadeiras e se viam todos os atletas, antigos desportistas e adeptos do Sporting CP nas mesas, enquanto que as atuações decorriam depois do jantar, e se ficavam a conhecer os novos equipamentos da época. Ainda me lembro do Eduardo Madeira num momento de stand-up comedy brincando com Jorge Jesus. Era um momento atrativo mesmo para quem assistia pela Sporting TV, que demonstrava a união de todo o universo verde e branco.

O que aconteceu este ano, para mim, foi mau. As comemorações aconteceram no Pavilhão João Rocha, onde se colocou uma passadeira verde e ao longo da cerimónia foram passando atletas do clube e alguns momentos de entretenimento, como danças e músicas. Não fosse a mestria e enorme qualidade do leão e apresentador Pedro Fernandes, e talvez tivesse sido dos piores festejos de aniversário de sempre. Pareceu um momento sem paixão, mas sim de obrigação, onde se salvaram apenas os novos equipamentos apresentados por jogadores como Luiz Phellype e Vietto. O pior momento aconteceu quando questionada de algum jogador do plantel sénior de futebol, admitiu que não conhecia ninguém.

O Pavilhão João Rocha foi o palco onde se festejaram os 113 anos do clube
Fonte: Sporting CP

Não teço esta crítica querendo demonstrar como Bruno de Carvalho era melhor presidente. Apesar de muitos adeptos considerarem que ou se apoia Bruno ou se apoia Varandas, na minha opinião não se deve criticar a pessoa mas sim a sua obra, e para mim a Gala no dia do Sporting era algo com muito mais dinâmica e amor ao clube. Sinceramente, pareceu-me algo mal preparado e sem grande preocupação de realizar um bom trabalho.

Anúncio Publicitário

Concluindo, penso que no Sporting CP se tem de ser o melhor em tudo. Não interessa se a modalidade é futebol ou o berlinde, a ambição tem de ser sempre estar no topo. Por isso, penso que a comemoração do melhor clube do mundo pedia outra identidade. A instituição Sporting Clube de Portugal merece.

Foto de Capa: Sporting CP

Comentários