Seba Coates é um dos jogadores mais acarinhados no mundo do Leão. Conta já com cinco épocas com a verde e branca, somando quase 200 jogos, aos quais junta ainda 16 golos. Na presente época é até a época em que o central tem estado mais goleador. Um central que se destaca pelo seu físico e pelo seu jogo aéreo, sendo que tem sido precisamente essa a mais valia do uruguaio com a entrada do timoneiro Rúben Amorim. Com a mudança do sistema com a entrada do técnico português para o 3x4x3, com as várias variações quer a defender, quer a atacar, o central tem demonstrado estar mais seguro, mais confiante e mais concentrado.

Com a entrada do novo treinador, permitiu também a entrada do jovem Eduardo Quaresma. Com isto, e até ao momento da lesão de Mathieu, era o jovem central português em conjunto com o experiente central francês a assumir o risco na construção sobretudo pelas suas características. Isto permite a Coates jogar como central do meio, jogando mais seguro e tranquilo, ficando encarregue sobretudo de aliviar e interceptar as bolas jogadas nas costas da defensiva leonina, efetuando várias coberturas mas também – e sobretudo onde se tem destacado mais – efetuar vários cortes através do jogo aéreo, onde tem demonstrado isso com os números que tem obtido nos últimos jogos.

Nos últimos cinco jogos conta com 25 tentativas de duelos aéreos em que perdeu apenas cinco. Tem conseguido uma maior percentagem de passe certos, pois como referi, não assume tanto o risco como os seus parceiros no eixo defensivo, mas por vezes também revela boa capacidade em jogar longo, sobretudo quando os adversários sabem como condicionar a primeira fase de construção leonina. Nas bolas paradas ofensivas tem conseguido por vezes golos importantes e acaba por se traduzir também numa ajuda importante defensiva.

No início da época revelou algumas dificuldades em concentrar-se e em atingir a sua melhor forma, mas tem vindo a somar bons jogos e a sentir-se bem em ter ao seu lado dois centrais (contando com Mathieu e Quaresma) com características idênticas: boa capacidade na construção, boa capacidade física (rapidez) e boa capacidade de posicionamento e de controlo da profundidade na defesa. Isto permite camuflar as debilidades de Coates e potenciar as suas qualidades.

Anúncio Publicitário

A verdade é que o central está em risco até de sair do clube leonino – fala-se muitas vezes de uma possível transferência – mas tem sido bastante importante neste plantel leonino, que não abunda em qualidade individual e ainda procura a melhor qualidade coletiva.

Foto de Capa: UEFA

Comentários