Anúncio Publicitário

Atualmente, vivemos numa sociedade onde a comunicação para o exterior é fulcral para o sucesso de uma empresa. Hoje em dia, os clubes de futebol são geridos dessa mesma maneira, levando a que a comunicação para os associados, adeptos, simpatizantes e até para as outras pessoas que não estão associadas aos clubes, seja algo a ter em conta.

O Sporting CP, neste ano, foi um exemplo claro de como um clube deve comunicar. Podemos dizer que não foi só em campo que o clube se consagrou como vencedor, também foi na forma como partilhou a sua imagem através das redes sociais, como também através das suas campanhas e do seu marketing. A entrada de André Bernardo na estrutura leonina levou a uma revolução na comunicação do clube.

Anúncio Publicitário

As mudanças na criação de diversos conteúdos nas redes sociais do clube, como: o ADN de Leão, O Inside Sporting, o Backstage Sporting e os Duelos de Leão conduziram a que os adeptos se aproximassem do clube. Antigamente, a comunicação do Sporting CP servia apenas para informar os adeptos e, muitas vezes, esta mensagem afastava-os do clube. Com o aparecimento destes conteúdos, não só aumentou a popularidade do Sporting, internacionalmente, como aumentou exponencialmente o número de subscritores e de seguidores nas redes sociais, além de aproximar os adeptos aos seus atletas, dando a conhecer o “outro lado” dos jogadores.

Outra alteração que beneficiou a comunicação do clube verde e branco foi a partilha da mesma linha editorial dos conteúdos do clube. Sporting TV, Jornal Sporting e redes socais do clube finalmente “seguiram” o mesmo rumo: esta medida tornou a comunicação do Sporting mais coesa e mais consistente, mesmo que os ângulos de abordagem e conteúdos fossem diferentes.

A consistência, palavra já referida neste texto, foi algo que imperou na mensagem que o clube pretendia transmitir, a mesma mensagem que era transmitida tanto por Rúben Amorim, como por Frederico Varandas e pelos responsáveis do clube – como por exemplo, Hugo Viana -, assim como através dos meios de comunicação do clube de Alvalade. Frases como “Onde vai um, vão todos” e “Até ao fim”, marcaram este ano desportivo do Sporting CP, muito devido ao trabalho do departamento gerido por André Bernardo.

Outro fator que o Sporting soube gerir foi o lado do marketing, tanto para o lado cómico, como até para a vertente de espalhar a “marca Sporting” para o mundo.

No lado cómico, temos vários exemplos ao longo da época, grande parte deles criados nos próprios conteúdos nas redes do emblema de Alvalade, exemplo disso foram as várias “apostas” ou inside jokes criadas no ADN de Leão, pelo moderador e comediante Guilherme Geirinhas, juntamente com os seus convidados. Este lado cómico do marketing do Sporting também trouxe consigo lucro.

Através das campanhas engraçadas partilhadas ao longo da época, um grande exemplo foi a venda de Boinas na loja Verde, tudo graças ao Presidente do clube, Frederico Varandas, que no jogo contra o Famalicão foi entrevistado com uma boina na cabeça – no dia seguinte a loja verde promoveu a venda de boinas através de anúncios engraçados, como o Photoshop de jogadores com vestuário da série Peaky Blinders. As boinas esgotaram na loja verde.

Mas não são só campanhas engraçadas o que o clube produz. Podemos também observar a promoção de um lado mais sério, quando o clube se pôs ao lado da inclusão, no mês da comunidade LGBTQIA+. Até mesmo para jogadas de marketing, quando assinou um contrato com a marca desportiva Nike®, muito devido às ligações do “símbolo” da marca, mas também do clube: Cristiano Ronaldo, o mesmo que dá nome à academia de Alcochete.

Esta medida foi muito polémica, porque o astro passou pouco tempo no clube, mas por ser uma figura mediática e por ser o maior produto da academia de Alcochete, o clube decidiu mudar o nome, como forma de promover a academia para o estrangeiro e atrair jovens promessas, vindas lá de fora. Uma jogada de marketing inteligente!

Outra campanha recente foi também com a Nike®, o Just Buy It, que consiste na compra do novo equipamento do clube, para a nova temporada, sem ter sido ainda mostrado ao público. Esta campanha mostrou-se um sucesso, já que o número de pessoas que reservaram a encomenda foi elevadíssimo.

Com isto, podemos dizer que o Sporting, para além de ser campeão nas quatro linhas, também foi campeão na comunicação. Com a mudança nos quadros da SAD, na parte da comunicação, o clube mostrou uma nova face do que é “Sporting” e, com isto, lucrou imenso, não só na vertente financeira, como também na aproximação de vários adeptos ao clube, muito deles “desligados” do mesmo, muito também devido à seca de títulos. Com a conquista do título e com a nova abordagem comunicacional, “respira-se” um ar novo em Alvalade!

Artigo revisto por Joana Mendes

 

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome