Com a entrevista dada por Sousa Cintra esta semana, despertou-me curiosidade a situação de Viviano. Segundo o ex-líder da comissão de gestão, o guarda-redes apresentou-se gordo e, se tivesse surgido uma boa proposta, teria sido aceite.

A mim admira-me esta posição. O italiano veio para Portugal depois de uma carreira consolidada no seu país, sobretudo ao serviço da UC Sampdoria, onde mostrou qualidade, e pensou-se que viria para fazer esquecer Rui Patrício, que tinha saído em litígio com o Sporting. A verdade é que o jogador veio ainda na administração de Bruno de Carvalho e sugerido pelo treinador sérvio Mihajlovic, que viria a ser dispensado por Sousa Cintra.

Apesar de não ser escolha nem da Comissão de Gestão nem de José Peseiro, Viviano acabou por permanecer no plantel leonino e a verdade é que, nos jogos de pré-época, vinha evidenciando qualidade entre os postes que prometiam uma boa época, assinando boas exibições nos jogos em que participou. A solução para a baliza parecia estar resolvida.

Contudo, o paradigma alterou-se após o jogo a contar para o Troféu Cinco Violinos, em Alvalade, frente ao Empoli FC. O italiano sofreu um golo por sua culpa, onde após dominar mal a bola o avançado da equipa italiana cortou e colocou-a no fundo das redes. Na minha ótica, tal situação aconteceu devido a uma falha de comunicação não só do guardião leonino, mas também da defesa, pois, pelas imagens, quando Viviano vai a receber a bola, não surge qualquer indicação de que seria pressionado.

O guardião foi apresentado com o número 1
Fonte: Sporting CP

Pois bem, a partir desse jogo não mais foi vista a presença de Viviano no onze do Sporting CP. O guarda-redes, a quem até lhe foi atribuído o número 1, parece ter sido posto de parte das opções de José Peseiro. É certo que o jogador apresentava excesso de peso, mas esse problema esteve presente durante toda a pré-época e não só após o jogo contra o Empoli, em que os leões viriam a ser vencidos nas grandes penalidades.

Anúncio Publicitário

Pouco tempo depois, o clube leonino viria a oficializar Renan, guarda-redes proveniente do recém-despromovido Estoril-Praia SAD. Na minha opinião, é um jogador que não dá segurança à baliza do Sporting CP, mas isso com certeza o scouting observou melhor que eu.

Concluindo, Viviano parecia demonstrar qualidade suficiente para ser o titular da formação leonina, mas motivos inconclusivos retiraram-no do lote de escolhas do treinador. Tenho impressão que as boas exibições de Salin têm de alguma forma silenciado este mistério, mas o certo é que o italiano continua a treinar, e com certeza já terá perdido peso desde o começo da época. Terá sido a balança o verdadeiro problema?

Foto de Capa: Sporting CP

Artigo revisto por: Beatriz Silva