sporting cp cabeçalho 2

Foi com estas frases que iniciou o III Congresso Internacional do “Futuro do Futebol” Honrar o Verdadeiro Espírito do Jogo. Mas não é sobre o Congresso que quero falar hoje… hoje foi o dia em que decidi fazer o “rescaldo” do dérbi.

Cumpre-nos não ficar satisfeitos… e o que eu senti na equipa do Sporting Clube de Portugal foi uma “satisfação” com o resultado… este empate era algo que “servia” às aspirações de ambas as equipas mas na verdade é que a nós nada adianta. De que adianta aplaudir um plantel que consegue um terceiro lugar na liga? De que adianta puxar por uma equipa que parece contentar-se com isso?

Queremos mais, queremos muito mais. Queremos mais chama, mais brio, mais vontade, mais garra, mais devoção, mais dedicação. E sinceramente no dérbi de Lisboa senti pouco de tudo… e no final, como sempre, lá estão os adeptos a bater palmas e aplaudir uma equipa que se contentou em ser “suficientezinha”. Não quero falar de factores externos, quero falar da vontade dos jogadores… No final do ano (futebolístico) passado havia uma vontade, um “comer a relva” pelos resultados… agora? Agora é mais um jogo, é cumprir calendário.

CHEGA! QUERO MAIS. PRAGMATICAMENTE EU SÓ QUERO É GANHAR!

Anúncio Publicitário
Está na hora de se dar um murro na mesa e ir atrás dos resultados. Se uma equipa ainda hoje tem a pujança que tem, a isso se deve o fanatismo e a loucura dos adeptos que tem de ser alimentada com vitórias Fonte: Sporting CP
Está na hora de se dar um murro na mesa e ir atrás dos resultados. Se uma equipa ainda hoje tem a pujança que tem, a isso se deve o fanatismo e a loucura dos adeptos que tem de ser alimentada com vitórias
Fonte: Sporting CP

Se é de uma forma bonita ou não, não me interessa… têm de ganhar para se conseguir cultivar a cultura de campeão e ultimamente essa não é uma cultura (no futebol) que represente a equipa principal do Sporting Clube de Portugal! Quero jogadores sedentos de vitórias que não amuem à primeira contrariedade e que se dirijam ao público eufóricos com a vitória e não resignados como ultimamente tem acontecido. Como Fernando Santos disse na conferência, está na hora de trocar o EU (que é “ego” em grego) pelo nós. Chega de existir jogadores, equipa técnica, dirigentes… que exista só o Sporting Clube de Portugal.

Bruno de Carvalho já recuperou o “orgulho ferido” dos sportinguistas, agora tem que recuperar a loucura dos festejos de vitórias.

Há que acabar com as desculpas e justificações!

QUERO MAIS!!!

QUERO MAIS!!!

QUERO MUITO MAIS!!!

“A única maneira de prever o futuro é começar a moldá-lo a partir do presente.” Abraham Lincoln

Foto de capa: Facebook oficial de Bruno de Carvalho