Segundo parece agora o que anda a incomodar alguns é que o treinador Rúben Amorim considere o Sporting CP um grande clube europeu. Dizem os experts que o clube de Alvalade não o é, pelo simples facto de eles acharem que não. Mas, como estamos num site de opinião vincada, o princípio será sempre o de que todos os pontos de vista devem ser respeitados.

Portanto, cada opinião pode ser válida dependendo dos pressupostos em que a mesma se sustente, sabendo nós que ao construir algo baseado em pressupostos, pode considerar-se enviesado.

Então, primeiro temos de definir se se está a falar de um clube desportivo ou apenas de um clube de futebol. E se nos estamos a referir ao Sporting CP, tendo mais de meia centena de modalidades, tornando-o um dos mais ecléticos clubes do mundo, percebe-se perfeitamente ser um clube em que se pratica desporto, sendo o futebol uma das muitas modalidades. O Sporting CP é, portanto, um clube desportivo.

Para além de ser um dos clubes mais ecléticos do mundo, é também um dos mais titulados, nas mais diversas modalidades, com várias conquistas nacionais, europeias e mundiais. O que quer dizer que, seguindo este pressuposto, o Sporting CP efectivamente não é um grande clube europeu, é sim um grande clube mundial. É um facto.

Anúncio Publicitário
No seio das modalidades, o hóquei em patins voltou à ribalta do desporto nacional e internacional
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Mas para os que consideram que o que interessa é apenas o futebol, e pressupondo que um grande clube de futebol europeu terá que ganhar títulos nas competições da UEFA, então já ganhámos (não vamos falar da importância das competições, pois não? Dizem que a Liga Europa é quase uma Champions. Pelo menos quando alguns lá estão).

Se consideram que o que interessa é número de vezes e de jogos em que se participou nas competições internacionais, então teremos que perceber desde quando querem começar a contar, porque é de histórico que estamos a falar, certo? E histórico começa lá bem atrás, quando alguns clubes ditos grandes ainda nem sabiam o que era ganhar uma taça distrital. Ou vamos contar só a partir da data que interessa a alguns?

Se quiserem insistir que isto é só futebol, e sendo um pouco mais abstratos, podemos tentar perceber qual clube teve mais projecção em termos de formação de jogadores Bola de Ouro. Isso também pode ser um pressuposto, não? Bem, se a alguns isso não interessaria para o ranking de grande clube europeu, ao Sporting interessa. Porque é só para quem pode. E no que toca a pressupostos, se os outros podem escolher os deles, nós podemos escolher os nossos. Ainda assim, é um facto que formamos dois Bolas de Ouro.

No futebol, mesmo não conseguindo ultimamente grandes prestações na Europa, não deixamos de nos bater com qualquer grande clube europeu e mundial. E mesmo assim já fizemos belas campanhas, tanto na Champions como na Liga Europa. No fundo, fizemos o que outros (supostos) grandes clubes europeus fizeram.

À semelhança do hóquei em patins, o futsal leonino é o clube mais titulado a nível interno
Fonte: Carlos Silva / Bola na Rede

Eu entendo que esta questão tenha sido levantada por um adepto de um clube que acabou de eliminar um grande clube europeu da Champions. Está a tentar capitalizar esse feito e tentando descarregar a frustração de não conseguir refletir isso no campeonato. Porque na Liga, em primeiro, está um grande clube europeu e mundial que por acaso também tem uma equipa de futebol.

Eu entendo que eles tenham de valorizar o que têm de bom. Felizmente o Sporting CP tem tanto por onde se vangloriar. Querem visitar o museu em Alvalade? Mas calma, no futebol, este fim de semana, ficaram mais perto. Ainda podem ter uma pequena esperança de tentar alcançar a grande equipa europeia de futebol que está no primeiro lugar do campeonato. Já quanto a número de títulos europeus e mundiais, terão que se esforçar um pouco mais. Mas o que interessa mesmo é o futebol, não é? Pelo menos para quem não tem muito mais que isso.