As boas prestações do central francês Mathieu e do avançado holandês Bas Dost nas oportunidades que o treinador lhes deu, valeram-lhes o estatuto de titularissímos no Sporting Clube de Portugal logo na primeira temporada…os números falam por si. Dois jogadores com experiência para dar e vender.

A equipa leonina “carregava” há alguns anos uma lacuna na posição mais central da defesa, com vários jogadores a não conseguirem “encher” as medidas aos treinadores e adeptos/as. A chegada de Monsieur Jérémy Mathieu “caiu que nem ginjas”. O francês deu outra confiança e segurança aos restantes colegas e rapidamente se entrosou na equipa.

Já o goleador holandês chegou a Alvalade para suprimir uma saída de um jogador admirado por todo o Universo Leonino, de seu nome Slimani. No entanto, Bas Dost rapidamente esclareceu todos e todas aqueles e aquelas que tinham dúvidas se era a melhor alternativa.

Na presente temporada, decorridas sete jornadas, o mister José Peseiro não teve a possibilidade de contar com os dois jogadores como desejava, devido a problemas físicos. Comparando o atual momento dos leões com a temporada anterior (à sétima jornada), existe uma boa diferença em termos pontuais, dezanove pontos na temporada anterior para treze na presente temporada.

A bola não “chora”
Fonte: Sporting Clube de Portugal

O ex-Barcelona chegou a Alvalade e depressa se tornou imprescindível para Jorge Jesus (treinador na altura), aliando a experiência (uma muralha para os atacantes adversários) à qualidade técnica (sobretudo na transição defesa-ataque).

Sendo um jogador que ocupa posições mais recuadas no terreno (defesa central), tem um papel mais ativo no que aos golos sofridos diz respeito. Fazendo uma comparação com a temporada anterior, o central francês contribuiu para que os leões tivessem sofrido menos dois golos (seis) na temporada anterior contra os oito sofridos até ao momento, e ainda contribuiu com um golo marcado na temporada anterior.

O Universo Leonino aguarda ansiosamente pelo seu regresso aos relvados.

O goleador holandês chegou e entrou para o onze. Foi através de um pedido de Jorge Jesus que a Direção do clube leonino possibilitou a Bas Dost conhecer o melhor clube do Mundo.

Na na na na na na na na… Bas Dost!
Fonte: Sporting Clube de Portugal

Desde a sua chegada que assumiu o papel de melhor marcador da equipa verde e branca, até porque os avançados “vivem” de golos. O que é certo é que Bas Dost esteve sempre presente nos lugares cimeiros de melhores marcados do campeonato nacional. Na presente temporada marcou apenas dois golos (acreditando eu que por culpa da sua forçada ausência dos relvados) logo na primeira jornada, faturando desta forma menos duas vezes (foram quatro os golos apontados pelo holandês até à sétima jornada da temporada anterior) comparativamente com a temporada 2017/2018.

A equipa leonina apresenta até ao momento pouca eficácia frente à baliza dos adversários, com apenas onze golos marcados, estando na sétima posição do campeonato nacional no que aos golos marcados diz respeito.

Os/as adeptos/as anseiam por voltar a cantar a versão “Thunder” criada para o avançado holandês.

Força Sporting Clube de Portugal!

 

 Foto de Capa: Sporting Clube de Portugal

Artigo revisto por: Beatriz Silva

Comentários