sporting cp cabeçalho 1

 

mes·tre
(latim magister, -tri, o que comanda ou dirige, chefe, professor)

substantivo masculino

1. Pessoa que ensina. = DOCENTE, PROFESSOR

Anúncio Publicitário

2. Indivíduo que exerce um ofício por sua conta, ou que trabalha sem indicações técnicas de outrem.

3. Aquele que dirige uma oficina.

4. Artista (pintor ou escultor) de grande mérito.

5. Pessoa que domina muito bem uma profissão, uma arte, uma actividade.

6. Iniciador de uma escola literária.

7. Superior de ordem militar.

8. Tudo o que pode servir de ensinamento (sendo geralmente do género masculino).

“mestre”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

 

Existem pessoas que marcam a página da história de um país… Depois existem outras que estão no livro inteiro da história (do desporto) de um país!

Portugal, esse paraíso à beira-mar plantado, tem um ligeiro complexo de inferioridade perante as “grandes” potências mundiais do desporto e não só…

No último Europeu de futebol, poucos acreditavam verdadeiramente na seleção e nas palavras do Engenheiro Fernando Santos quando disse que só regressava a Portugal dia 11 e para celebrar a vitória…

Esse papel que o Engenheiro desempenhou neste Europeu o Professor Moniz Pereira desempenhou durante toda uma vida, influenciando gerações e gerações de atletas de diferentes modalidades, de diferentes clubes e de diferentes nacionalidades.

O “Mestre” Mário Moniz Pereira ladeado pelos seus maiores atletas. Ambos vencedores mas que tinham uma força mental completamente oposta – Carlos Lopes e Fernando Mamede Fonte: Expresso
O “Mestre” Mário Moniz Pereira ladeado pelos seus maiores atletas. Ambos vencedores, tinham uma força mental completamente oposta – Carlos Lopes e Fernando Mamede
Fonte: Expresso

Mário Moniz Pereira acreditava que Portugal tinha atletas tão bons como os restantes e só precisava de que acreditassem no seu próprio valor e os resultados/medalhas iriam surgir. E assim foi. Em 1984 Portugal conquistava o primeiro ouro Olímpico por intermédio de Carlos Lopes em Los Angeles. O “Professor” era o seu treinador… E pela primeira vez mostrava a Portugal que não havia impossíveis. “A Portuguesa” pode e deve ser tocada mais vezes nos Jogos Olímpicos (e não só), e para isso basta acreditar! No entanto, foi necessário esperar 39 anos enquanto treinador para cumprir o feito que já prevera antes…