João Virgínia: Do Seixal à Premier League

João Virgínia é o mais recente reforço do Sporting CP. O guarda-redes, de 21 anos, chega proveniente do Everton FC, com opção de compra. No entanto, foi na academia do rival SL Benfica que a caminhada do jovem guardião começou, em 2012. Depois de três anos a defender as cores das águias, mudou-se para Inglaterra, onde representou as formações de Arsenal FC e Everton, clube pelo qual se estreou na Premier League na época passada, ao comando de Carlo Ancelotti.

Uma viagem pelo tempo

Natural de Faro, começou a jogar futebol logo aos nove anos no Ferreiras, clube de Albufeira. Dois anos depois, sairia para a Casa do Benfica de Portimão, onde não ficaria muito tempo, já que o SL Benfica o recrutaria, ainda como infantil. Jogou na formação dos encarnados até ao ano de 2015, quando se mudou para o Arsenal, representando principalmente os juniores e os sub-23 do clube e vencendo a Premier League da categoria ao serviço dos “Gunners”.

As suas boas prestações despertaram o interesse de outro clube inglês, o Everton, onde acabou por ficar durante quatro temporadas. Jogou essencialmente nos sub-23 e voltou a conquistar a Premier League de sub-23, com um empréstimo ao Reading FC em 2019/20 pelo meio, realizando apenas três jogos durante esse período – 2 no Championship e 1 na Taça da Liga Inglesa.

Na última época, Ancelotti promoveu o jovem guardião português à equipa principal. Entrou em campo também por três vezes, aproveitando uma lesão do habitual titular Jordan Pickford. Ainda assim, não recebeu muitas oportunidades e a chegada do experiente Asmir Begovic para suplente deitou por terra as aspirações do português, que preferiu dar um novo rumo à carreira.

Anúncio Publicitário

O percurso na Seleção

João Virgínia é guarda-redes internacional pelas camadas jovens da seleção portuguesa, somando 22 internacionalizações dos sub-17 aos sub-21. No último Campeonato da Europa de sub-21 foi o segundo guarda-redes, já que Diogo Costa assumiu a titularidade e Luís Maximiano, que vai substituir no Sporting CP, se apresentou como terceira opção. Conta com um Europeu de sub-17 e outro de sub-19 no currículo, em 2016 e 2018, respetivamente, tendo sido titular na final deste último devido a lesão de Diogo Costa, habitual titular da sua geração.

🗣 “Há muita competitividade no grupo e isso é perfeito. Vou dar tudo pelo Sporting CP”.@1JoaoVirginia é Leão 🦁 #EuSouSporting pic.twitter.com/62ItwWxd8x

— Sporting Clube de Portugal 🏆 (@Sporting_CP) August 24, 2021

As características

João Virgínia é um guarda-redes muito rápido na reação e na leitura que faz do jogo. Tem um bom posicionamento e é rápido na antecipação, para além de ser bastante forte entre os postes, devido aos seus bons reflexos. É muito forte fisicamente, mas, apesar da estatura, ainda falha nos “timings” de saída à bola. Tem um pontapé bastante forte e joga bem com ambos os pés, como ele próprio já referiu em algumas entrevistas, característica que se revelou preponderante para este ser escolhido por Rúben Amorim como uma opção de futuro para o Sporting CP.

Mais do que as características físicas, João Virgínia já mostrou ser um jogador ambicioso, sempre com vontade de aprender e melhorar as suas capacidades, o que também é muito importante. Foi elogiado pelo novo treinador, mas deixou claro que “tem de provar” que o merece ser.

Números recentes

João Virgínia chega a Alvalade com muito pouco tempo de jogo e isso pode pesar bastante, pelo menos nos primeiros jogos. Na última época, realizou apenas nove jogos, divididos entre os sub-23 e equipa principal do Everton – o último em março, diante do Manchester City FC, nos quartos de final da Taça de Inglaterra, aguentando 85 minutos sem sofrer golo.

Já na temporada 2019/20, João Virgínia só entrou em campo sete vezes. Conta apenas com seis jogos em contexto profissional (3 pelo Everton e 3 pelo Reading), o que é muito pouco para um jogador com quase 22 anos. Chega para ser alternativa imediata a Adán, jogará mais na Taça de Portugal e na Taça da Liga, pelo que ainda precisará de ganhar ritmo competitivo para crescer.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome