sporting cp cabeçalho 2

Segundo apurou esta redacção junto de fontes próximas a vários processos que decorrem em Alvalade, dentro de pouco tempo teremos oficialização de alguns temas que deixarão todos os quadrantes de futebol português muito mais descansados e optimistas quanto ao futuro deste desporto nacional.

Poderemos adiantar já alguns pormenores que chegaram à nossa mesa de trabalho, e que aqui deixamos.

Segundo se apurou, o treinador Jorge Jesus já avisou a estrutura do Sporting que abandonará o cargo no final da temporada, uma vez que não lhe estão a ser dadas todas as condições que ele esperava. O treinador sente-se enganado por não haver aposta na formação como há noutras paragens, também não lhe deram condições para poder ganhar o campeonato com avanço de 20 pontos do segundo classificado, e porque também não lhe foram garantidas as condições ideais para orientar a equipa a partir do banco de suplentes.

Apurou-se também que a equipa de futebol do Sporting vai ser toda remodelada, uma vez que os jogadores do plantel vão ser dispensados por não apresentarem qualidade suficiente para representarem o clube. Assim, vão ser colocados a leilão em que serão vendidos pela melhor oferta.

Posto isto, Bruno de Carvalho diz que não quer ficar atrás e também vai deixar o lugar à disposição uma vez que não se revê no papel que um presidente do Sporting deverá ter no futebol nacional. O ainda presidente do Sporting não sente ter perfil para ter que aceitar ordens de outros clubes, ou ter de ouvir e calar, ou mesmo ver o seu clube ser maltratado e continuar com sorriso nos lábios e aceitar convites para almoços e jantares com pessoas que querem mal ao seu clube.

E assim, a partir da próxima época de futebol, tudo voltará ao paraíso que se havia tornado o futebol português, antes deste Sporting se ter sequer atrevido a querer ter voz e decisão em qualquer quadrante.

Finalmente o Sporting voltará aos tempos áureos em que lutava para ir à Liga Europa, e em último caso ainda conseguia um 7º lugar muito honroso.

O sétimo lugar de 2012-2013 nunca poderá ser esquecido Fonte: Sporting CP
O sétimo lugar de 2012-2013 nunca poderá ser esquecido
Fonte: Sporting CP

(Juro que até aqui nenhuma informação foi retirada de nenhum jornal ou respectiva televisão “sensacionalista” português.)

Quero por isso, deixar os meus parabéns aos que querem o futebol Português como sempre esteve, com as manias e manhas, os tiques que o caracterizam e tornam único no mundo.

Parabenizar os que constantemente declamam Confúcio, com o celebre pensamento “Quando o sábio aponta para a Lua, o idiota olha para o dedo.”, pensamento que quererá servir para rotular de idiotas a quem eles se dirigem, e que olham para aquele seus, tão sábios, dedos que apontam para tudo e todos a tentar desviar atenções de assuntos que não lhes interessa discutir.

Mas quem deve ficar bastante feliz são aqueles que se dizem do Sporting, e que se sentiam felizes com participações honrosas, em que nos classificávamos com categoria entre o 3º e 7º lugares, e ficavam resignados pensando que o próximo ano poderia ser melhor. Esses sim poderão achar que o que foi acima descrito será o seu mundo ideal.

Eu entendo que hoje em dia se estão a criar gerações que têm tudo o que querem sem sequer se preocuparem e esforçar para terem alguma coisa. Chegam, dizem que querem, e têm, simples.

O problema é que estas gerações, quando chegarem ao mundo real, vão querer e não vão ter. Ou se quiserem ter, terão que se esforçar, que se sacrificar, lutar, para poderem ter só a possibilidade de vir a conseguir o que querem. Normalmente é assim que funciona.

Vejo miúdos que se dizem os maiores Sportinguistas jamais inventados, e que não aceitam um não como resposta, ou que criticam todos os que não lhes dão o que eles idealizaram como seu gosto e vontade.

Esses Sportinguistas chegam, e exigem que o seu clube seja o maior, o mais forte, que vai certamente ganhar o próximo jogo, deixando sempre no final da frase uma alusão ao aparelho sexual masculino. Isto não é amor ao clube, e fé no mesmo. É querer impor a sua vontade, e se não lha conseguirem dar vir fazer birra de seguida.

É que, se o seu clube, que ele mandou ganhar por si, pelo seu ego, e porque se quer pavonear para os outros com as glorias de jogadores que se esforçaram no campo de futebol, não conseguir ganhar, aparece logo com a birra de que a culpa é dos jogadores que não se esforçaram, dos jogadores que não são suficientemente bons para representar o clube que ele apoia. No fundo, que todos são maus. E no final sempre deixa uma nova alusão ao aparelho sexual masculino. São tiques.

Estes tipos que acreditam que antes do jogo aquela equipa pode ganhar até ao Barcelona, e no fim acha que aqueles jogadores nem ao Damaiense ganhavam, não são adeptos de nada. São só adeptos de si mesmos, e das suas vontades.

E no último jogo que o Sporting empatou vi um dos capitães da equipa a ter que ir pedir calma aos adeptos, e ter que os lembrar que continuam em primeiros. Isto deixa-me confiante porque vejo que os jogadores continuam a acreditar no seu valor. Mas estes mesmos jogadores, já em casa, vão pensar que viram desconfiança na cara e nas atitudes da sua massa adepta, e poderão pensar que se calhar não vale tanto a pena representar um clube que não os apoia nos momentos menos bons.

Fonte: Bola na Rede
A massa adepta deste clube não tem rival em Portugal
Fonte: Bola na Rede

Podem dizer que eles têm é que correr porque lhes pagam. Pagam, mas talvez haja alguém que paga mais, ou até o mesmo, e os apoie mais. E por muito que sejas profissional e te esforces por fazer bem o teu trabalho, se não estiveres motivado e feliz, de pouco te adianta o profissionalismo. E não me venham com a conversa do amor à camisola que isso facilmente se esfuma ao lado dos milhões que circulam no mundo do futebol. Mas se mesmo assim quiserem agarrar-se ao amor à camisola, apoiem quem lá está que sempre se torna mais fácil alimentar esse propalado amor. Não se esqueçam que entre amor e ódio está uma linha muito ténue.

Se os Sportinguistas se acham os melhores adeptos do mundo, demonstrem-no agora e não a votar em concursos online. Ou então demonstrem-no das duas formas, votando mas principalmente apoiando.

Que dizer se não estivéssemos em primeiro lugar? Se calhar talvez não criticassem tanto a equipa, não sei.

Mas tenho a certeza que estes mesmos adeptos, mantendo o seu perfil de bipolaridade, festejarão e elevarão a equipa ao altar mais alto nas vitórias e colocá-la-ão no buraco mais fundo em caso de insucesso. Por isso, caso esta equipa tenha o sucesso que todos desejamos, lá nos encontraremos todos a festejar.

E chamem-me iludido, mas vou acreditar até ao fim, mesmo que até tenhamos que passar pelo segundo lugar em alguma jornada. Se quem está em segundo e em terceiro acredita, porque não acreditar quem está em primeiro?

Para nota final: Quem ouve muitos dos nossos rivais, como o do Confúcio e um dos amantes exacerbados do vinho que ultimamente tem estado muito em voga, até parece que só o sporting está na eminência de perder pontos. Podem perder, mas aposto que os adversários também os perderão, até porque não jogamos muito menos que eles, jogamos? “Ah, o Sporting vai ter jogos difíceis”… E os outros não têm jogos difíceis? Podem ser menos difíceis, mas são difíceis. E espero que não os tornem menos difíceis do que o esperado. Just Saying

Foto de Capa: Bola na Rede

Comentários